Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Contra lamentação futura, Bota e São Paulo estreiam com força máxima

Em 2011, Botafogo e São Paulo sonharam com o título brasileiro, mas acabaram fora até da zona de classificação para a Libertadores por diferença de quatro e um pontos, respectivamente. A lição assimilada é de que nenhum jogo pode ser desmerecido. E ambos prometem provar que a aprenderam usando força máxima ao se enfrentarem pela primeira rodada, às 16 horas (de Brasília) deste domingo, no Engenhão.

Na tentativa de se recuperar da eliminação na Copa do Brasil para o Vitória e da perda do título carioca para o Fluminense, os jogadores do clube alvinegro sabem que é importante largar bem no Brasileiro para começar a reduzir a desconfiança da torcida. Por isso, o goleiro Jéfferson vê a partida de estreia já com certo tom de dramaticidade.

‘É muito importante fazer gordura neste começo de Brasileiro, senão podemos encontrar dificuldades do meio para frente, principalmente porque podemos tropeçar em épocas mais desgastantes. Temos que ir para cima do São Paulo em busca do resultado positivo. O pensamento do Botafogo é lutar pela conquista do título ou, pelo menos, garantir vaga na Libertadores. Isto vai exigir uma regularidade muito grande’, disse o camisa 1.

Já o São Paulo vive fase de mais tranquilidade. A eliminação na semifinal do Campeonato Paulista, que acirrou divergências entre Emerson Leão e a diretoria, teve suas conseqüências controladas pela campanha na Copa do Brasil, na qual o time só não chegará às semifinais se perder do Goiás no Serra Dourada, na quarta-feira, por mais de dois gols de diferença ou for derrotado por 2 a 0 e fracassar nos pênaltis.O torneio mata-mata, contudo, é colocado de lado por ordem do técnico, que escalará seus titulares neste domingo. ‘O primeiro jogo do Brasileiro é igual ao último. Se você não tiver bom resultado no primeiro, não vai ter no último’, ensinou o comandante. ‘Nossa preocupação maior é o que nos interessa muito sempre: vitória em qualquer circunstância. Na primeira partida, mais ainda, porque não precisaremos correr atrás depois’, completou.

Para provar na formação que entrará em campo sua ideia de valorizar cada uma das 38 rodadas do Brasileiro, Leão mantém sua filosofia de poupar jogadores em treinamentos para poder colocá-los nas partidas. Assim, Luis Fabiano, por exemplo, deixou atividade no CT da Barra Funda na sexta-feira por reclamar de dores na cabeça e no tornozelo, mas está confirmado pelos médicos.

‘A Copa do Brasil é um caminho curto para a Libertadores quando você tem competência e reúne bem seu grupo no momento. Seria melhor vencê-la porque antecipa a coisa que todo torcedor gosta. Mas não se pode fugir de um Brasileiro. Em todo campeonato que participamos, temos que pensar que é único. Então, depois pensamos no jogo de quarta-feira’, indicou o treinador.Já o Botafogo pretende usar o fator campo a seu favor, já que em 2011 sofreu apenas três derrotas em seu estádio ao longo de todo o Brasileirão. ‘No ano passado, conseguimos uma boa pontuação pelo que fizemos em casa, embora a vaga na Libertadores tenha escapado no fim. O Corinthians também soube usar o fator campo e acabou campeão’, argumentou Renato.

‘O nosso raciocínio tem que ser o de ganhar sempre no Engenhão e ver o que podemos conquistar como visitantes. Respeito muito o time do São Paulo, mas sei que temos que ir em busca da vitória, único resultado interessante nesta estreia’, completou o meio-campista.

Para este compromisso o Botafogo não terá o zagueiro Antônio Carlos, por edema ósseo no joelho direito, o volante Marcelo Mattos, com dores na coxa direita, e o meia Andrezinho, que se recupera de um estiramento na coxa esquerda, além do lateral direito Lucas, suspenso por conta de sua expulsão contra o Vitória pela Copa do Brasil.

O volante Gabriel segue improvisado na lateral direita, com Brinner sendo o companheiro de zaga de Fábio Ferreira. O volante Jadson também permanece entre os titulares. Já o meia Elkeson tem a possibilidade de ser barrado, pois Vítor Júnior vem se destacando nos treinos e pode ganhar chance entre os titulares.FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO X SÃO PAULO

Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 20 de maio de 2012, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-PE)

Assistentes: Roberto Braatz (Fifa-PR) e Jossemmar Moutinho (PE)

Assistentes adicionais: Devarly Lira do Rosario e Felipe Duarte Varejão (ambos do ES)

BOTAFOGO: Jefferson; Gabriel, Brinner, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Jadson, Renato, Fellype Gabriel, Vítor Júnior (Elkeson) e Maicosuel; Loco Abreu

Técnico: Oswaldo de Oliveira

SÃO PAULO: Denis; Douglas, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denilson, Casemiro, Cícero e Jadson; Lucas e Luis Fabiano

Técnico: Emerson Leão