Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Contra desgaste, Paraná se prepara para maratona de jogos

Enquanto alguns treinadores brasileiros reclamam do calendário, quando clubes disputam simultaneamente dois campeonatos, o Paraná Clube se prepara para uma intensa maratona no mês de maio.

Com a Série B nacional prevista para começar no dia dezenove do próximo mês, o Tricolor participará de três campeonatos simultâneos. Além da segunda divisão nacional, o Paraná entra em campo pela Série Prata estadual e pela Copa do Brasil, caso se classifique no duelo contra o Ceará.

O clube paranaense deve disputar cerca de 13 partidas no período de 30 dias, chegando a ter descanço de apenas 48h entre algumas delas.

Para o fisiologista do clube, André Fornaziero, a grande sequência de partidas coloca em risco a integridade física e o desempenho dos atletas.

‘Os jogadores estarão expostos em maior grau à situações de lesão e desgaste. O atleta deve passar por um período mínimo de 48 horas de recuperação, pois um jogo exige 100% de sua condição física’, afirmou.

Para Fornaziero, a comissão deve atuar diretamente com cada atleta, chegando a um consenso sobre a atuação ou não deste, sempre visando a sua melhor condição.

‘Trabalharemos para minimizar os riscos. Por meio de avaliações e conversas com os jogadores, conseguiremos verificar quem estará apto a atuar ou não. Vamos ter que avaliar, caso a caso, se o atleta pode ser exposto ao risco de atuar em uma partida. Afinal, com o tempo curto entre os jogos, a situação de risco é um problema constante’, conclui.

Para o goleiro Zé Carlos, porém, a vontade de defender o Tricolor Paranaense pode superar a desgastante maratona. ‘Teremos que nos desdobrar, afinal, são muitos jogos. Em 48 horas, não tem como o jogador descansar. Vai ser complicado, mas o que não falta para o nosso grupo é vontade de jogar’, afirma.

O Paraná estreia na Série B no dia 19 de maio, contra o Guarani, em partida agendada para o Durival de Britto.