Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Conheça o brasileiro que “lapidou” o melhor jogador da NBA

Duas vezes eleito MVP, o pivô Nikola Jokic pode levar o Denver Nuggets ao título da temporada

Por Da Redação
Atualizado em 1 jun 2023, 12h43 - Publicado em 31 Maio 2023, 13h56

Principal estrela do favorito Denver Nuggets na final da NBA, que começa nesta quinta-feira (1), diante do Miami Heat, o sérvio Nikola Jokic é hoje o melhor pivô do mundo. Aos 28 anos, o duas vezes eleito MVP da Liga Norte-Americana de Basquete poderá dar ao Nuggets o título da NBA pela primeira vez na história. Feito, que se conquistado, terá mãos brasileiras.

Felipe Einchenberger está há mais de uma década na comissão técnica da franquia de Colorado. Após jogar basquete por uma universidade nos EUA, formou-se em educação física. Atualmente é o chefe da preparação física da equipe e faz um trabalho especial com Jokic, desde a chegada do sérvio, na temporada 2015/16, quando foi draftado em 41º lugar pelo Nuggets.

Com 2,11m, o jogador aterrissou nos Estados Unidos como uma promessa de 20 anos. Porém, pesando mais de 130 quilos, Jokic, apesar da capacidade técnica e visão de jogo, tinha dificuldades para jogar de igual para igual contra outros grandalhões da NBA, mais fortes e rápidos. Além dos trabalhos físicos, outro desafio para Einchenberger foi colocar o jovem na linha. Longe de ser um “bad boy”, Jokic tinha hábitos alimentares ruins, um deles, tomar litros e mais litros de refrigerante.

Com apoio de Claus Souza, outro brasileiro na comissão técnica, Einchenberger estabeleceu dinâmicas intensas de trabalho para o pivô, que segundo ele, sempre foram respeitadas.

Continua após a publicidade

“Jokic é um jogador que me impressiona muito pela capacidade física e pela habilidade e talento. Ele malha todo dia, não importa a cidade em que a gente está. Você vê o biotipo do corpo dele, tem o que mudar ainda”, disse Eichenberger, em entrevista à ESPN Brasil.

Ao longo dos anos e treinamentos, o pivô perdeu peso e ganhou massa muscular para enfrentar as batalhas no garrafão.  Nesta temporada, apesar de não ter sido eleito pela terceira vez seguida o melhor do campeonato (Joel Embiid, do Sixers venceu), Jokic vive momento espetacular, com média de 30 pontos, mais 13 rebotes e 10 assistências por jogo, nos playoffs. Com esses números assombrosos, já conseguiu 8 triplo-duplos nestes mata-matas, batendo o recorde da lenda Wilt Chamberlain.

O primeiro jogo da melhor de 7 entre Denver Nuggets e Miami Heat será nesta quinta-feira (1), às 21h30 (horário de Brasília), em Denver. A transmissão será pela ESPN e no streaming Star+.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.