Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com voto inédito de atletas, CBAt elege novo presidente

Por AE

Manaus – A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) elegeu nesta sexta-feira, em Manaus, o seu novo presidente. Trata-se de José Antonio Martins Fernandes, o Toninho. Ele era candidato único e contava com o apoio de Roberto Gesta de Mello, que estava à frente da entidade há 25 anos. Mas, embora a eleição tenha apenas servido para aclamar o novo mandatário, ela desta vez contou com o voto inédito de atletas brasileiros ganhadores de medalhas olímpicas.

Além dos atletas, o pleito da CBAt teve pela primeira vez os votos de representantes de clubes, treinadores e árbitros, que se juntaram ao colegiado eleitoral que já contava com membros de federações estaduais da modalidade.

Nelson Prudêncio, Joaquim Cruz, Robson Caetano, Arnaldo de Oliveira, André Domingos, Edson Luciano, Vicente Lenilson, Claudinei Quirino, Claudio Roberto Souza, Vanderlei Cordeiro de Lima e Maurren Maggi foram os medalhistas olímpicos que votaram na eleição desta sexta-feira. Eles tiveram suas participações neste processo eleitoral celebradas por Gesta de Mello. “Das nossas conquistas, a obtenção do direito de votar aos atletas é das que mais me emociona”, disse o dirigente.

Com votos de nada menos do que 40 dos 41 membros presentes na Assembleia Geral da CBAt, a chapa liderada por Toninho foi eleita para comandar a confederação entre 2013 e 2016. O novo mandatário elegeu junto com o ele Warlindo Carneiro da Silva Filho, vice-presidente, além de novos membros efetivos e suplentes do Conselho Fiscal.

Em seu discurso como novo presidente da CBAt, Toninho disse que pretende dar continuidade ao trabalho que vinha sendo realizado por Gesta de Mello e mostrou preocupação com o fato de que o Brasil estará em grande evidência durante o período de sua gestão, pois o País abrigará os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio.

“Quero continuar com os projetos do presidente Gesta e ampliar as ações da confederação”, afirmou Toninho, para depois completar: “Vamos ter a Olimpíada em 2016 no Brasil e certamente estaremos sob cobrança constante. Vou precisar do apoio de todos”.

A posse do presidente e dos novos dirigentes eleitos com ele irá acontecer apenas no primeiro trimestre de 2013. A CBAt informou que antes disso irá ocorrer o período de transição do comando da entidade, conforme determinou uma decisão anterior da Assembleia Geral.