Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Com um a mais, Palmeiras não passa de um empate com o Furacão

Por Da Redação 8 set 2011, 00h05

Com um jogador a mais em campo desde o primeiro tempo, o Palmeiras perdeu uma grande chance de encostar nos líderes do Campeonato Brasileiro ao empatar em 2 a 2 com o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada.

O Verdão chegou a ficar na frente em duas oportunidades, mas permitiu a reação do adversário. O resultado é ruim para os dois times, já que o Palmeiras fica com 34 pontos, se distanciando mais dos líderes, enquanto o Furacão segue na zona de rebaixamento.

O time paulista precisou de 14 minutos de partida para conseguir abrir o placar. Após cobrança rápida de falta, Kléber cruzou e Henrique cabeceou para o fundo do gol. O empate veio aos 34 minutos, com Guerrón, que pegou sobra de bola e testou para as redes. Depois do intervalo, aos sete minutos, Fernandão aproveitou rebote na área e só teve o trabalho de empurrar para a meta. Em pênalti cometido por Marcos, aos 25 minutos, Marcinho deixou tudo igual.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense encara o Flamengo, domingo, em partida marcada para o Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ). Já o Palmeiras terá pela frente, no mesmo dia, o Internacional, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo.O jogo – A partida começou quente na Arena. Logo aos dois minutos, dividida forte entre Kléber e Deivid e o clima fechou entre os atletas. Com a bola rolando novamente, Guerrón arriscou um chute de fora da área, aos cinco minutos, e isolou a bola. O Verdão levou perigo em sua jogada mais clássica. Aos nove minutos, Marcos Assunção cobrou falta, ninguém achou nada no caminho e o goleiro Renan Rocha fez a defesa.

O Palmeiras abriu o placar aos 14 minutos, com Henrique, que recebeu cruzamento na medida de Kléber e testou firme, com liberdade, para o fundo das redes. Os jogadores do Furacão estavam nervosos em campo e reclamavam demais. Aos 18 minutos, Chico arriscou de longe e Renan Rocha se esticou para desviar pela linha de fundo. Aos 24 minutos, Marcos trabalhou ao segurar uma falta cobrada por Edílson, sem grande perigo.

Continua após a publicidade

Marcos Assunção criou mais uma situação aos 27 minutos, ao cruzar para Kléber, que desviou no meio do caminho, para fora. O Rubro-Negro acordou e, aos 34 minutos, Edílson cobrou falta direto para o gol e Marcos, atento, tocou para escanteio. No lance seguinte, o equatoriano Guerrón, que voltava ao time, aproveitou desvio de Marcos Assunção na primeira trave e tocou de cabeça para o fundo do gol.

Aos 36 minutos, Cléber Santana foi amarelado e reclamou com a arbitragem. Foi mais cedo para o chuveiro. Antônio Lopes tentou consertar o meio-campo com a entrada de Kléberson. No intervalo, muita reclamação por parte do Atlético-PR sobre o árbitro Marcelo de Lima Henrique, com o diretor de futebol Alfredo Ibiabina entrando em campo para protestar.

Na segunda etapa, o Palmeiras voltou com Leandro Amaro no lugar de Thiago Heleno, que já tinha cartão amarelo. Depois de certo equilíbrio, o Verdão chegou ao segundo gol. Aos sete minutos, Fernandão aproveitou rebote de Renan Rocha e completou para as redes.

Os paulistas começaram a aproveitar a vantagem numérica. Aos dez minutos, Marcos Assunção levantou na área e Chico cabeceou no travessão. O Furacão já não mostrava a mesma disposição e era facilmente dominado. No banco de reservas, João Vítor recebeu cartão amarelo. Aos 18 minutos, Marcos Assunção mandou um petardo à direita da meta atleticana. Mas, aos 24 minutos, Guerrón invadiu a área e foi derrubado por Marcos. Pênalti. Na cobrança, Marcinho balançou as redes.

O jogo ganhou emoção. Aos 27 minutos, Guerrón arrematou e Marcos fez grande defesa. Aos 34 minutos, Luan recebeu lançamento em profundidade e fez falta de ataque. O Rubro-Negro se fechava bem na defesa, aguardando uma chance para contra-atacar. Aos 41 minutos, Mádson recebeu lançamento com liberdade e o impedimento foi marcado. Em uma partida marcada por muita reclamação e cartões, o resultado foi ruim para os dois lados.

Continua após a publicidade
Publicidade