Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com retorno de Raikkonen, Fórmula 1 terá 6 campeões mundiais em 2012

Adrian R. Huber.

Melbourne (Austrália), 15 mar (EFE).- O retorno do finlandês Kimi Raikkonen, que nos dois últimos anos competiu em ralis, fará com que seis campeões de mundiais de Fórmula 1 disputam a temporada 2012 da categoria, que começará no próximo domingo em Melbourne, sede do Grande Prêmio da Austrália.

Raikkonen, de 32 anos e campeão em 2007 pela Ferrari, volta à F-1 pela Lotus e terá como companheiro o francês Romain Grosjean. O finlandês se junta a outros cinco campeões: os alemães Michael Schumacher (Mercedes) e Sebastian Vettel (Red Bull); os ingleses Lewis Hamilton e Jenson Button (ambos da McLaren), e o espanhol Fernando Alonso (Ferrari).

O mais experiente é Michael Schumacher, que aos 43 anos disputa seu terceiro campeonato desde seu retorno à Fórmula 1. Homem-recorde na categoria, Schummy tem sete títulos, 91 vitórias e 68 poles.

O alemão se aposentou com esses números após a temporada 2006, mas retornou em 2009. Seus dois primeiros títulos foram conquistados em 1994 e 1995, pela Benetton. Entre 2000 e 2004, emplacou uma sequência de cinco campeonatos com a Ferrari.

Fernando Alonso, campeão em 2005 com pouco mais de 24 anos, foi naquele ano o piloto mais jovem a conseguir um título na Fórmula 1. Quando repetiu o título, em 2006, detinha todos os recordes de precocidade, incluindo o de bicampeão, que foi superado em 2011 por Sebastian Vettel.

Nascido em 29 de julho de 1981, Alonso, agora em sua 11ª temporada na categoria, soma 27 vitórias e 20 poles, e buscará o tricampeonato em seu terceiro ano de Ferrari.

O último título da escuderia italiana foi em 2007, com Raikkonen, que tem em seu histórico 18 vitórias e 16 poles.

No ano seguinte, Lewis Hamilton foi campeão pela McLaren, equipe em que se formou e cresceu como piloto. Na ocasião, aos 23 anos e dez mezes, o inglês se sagrou o campeão mais jovem da categoria. Único campeão de raça negra, Hamilton tem 17 vitórias e 19 pole positions na carreira.

Seu compatriota e companheiro de equipe, Jenson Button, foi campeão em 2009 com a Brawn GP, que levava o nome de Ross Brawn, seu chefe de equipe e que atualmente dirige a Mercedes.

O piloto inglês conquistou o título após um início de ano avassalador, com seis vitórias e sete poles. Aos 32 anos, Button disputará sua 13ª temporada.

Em 2010, Vettel surpreendeu Alonso e o desbancou da liderança do campeonato na última corrida de 2010, em Abu Dhabi, batendo o recorde de campeão mais jovem aos 23 anos e quatro meses de idade.

O alemão, que acumula 21 vitórias e 29 poles na carreira, sobrou na última temporada, na qual o engenheiro inglês Adrian Newey voltou a projetar para a Red Bull um carro praticamente invencível, que largou na frente em todos os Grandes Prêmios, exceto um (o da Coreia do Sul, no qual a pole foi de Hamilton).

Vettel também bateu o recorde de poles em uma mesma temporada. Largando na frente 15 vezes em 2011, o piloto superou a marca de Nigel Mansell, que foi o primeiro no grid em 14 corridas em 1992, quando conquistou seu título mundial. EFE