Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com reservas, Santos aposta nos gols de Alan Kardec

Por Sanches Filho

Santos – Sem Neymar e Borges, o Santos vai depender de Alan Kardec para fazer gol e tentar ganhar da Portuguesa, neste domingo, às 16 horas, no Canindé, pela 17ª rodada do Paulistão. Como os demais titulares, a dupla de ataque será poupada para o jogo da próxima quarta-feira, no Beira-Rio, contra o Internacional, pela Libertadores, que será decisivo para decidir quem será o primeiro colocado do Grupo 1.

Alan Kardec é considerado o reserva mais titular do time do Santos nesta temporada. Tanto que, dos 16 jogos disputados no Paulistão, ele ficou fora de apenas dois. Além disso, já marcou cinco gols.

“Alan Kardec é um jogador importante taticamente, porque pode ser usado em duas ou três funções diferentes durante uma partida, além de se movimentar com inteligência”, elogiou o técnico Muricy Ramalho, que poderá tanto utilizar o atacante mais avançado, atuando quase fixo entre os zagueiros adversários, como também aberto pelos lados do campo ou vindo de trás para tentar o arremate.

Embora saiba que são remotas as chances de se tornar dono da camisa 9 santista, deixando Borges no banco, Alan Kardec mantém o otimismo. “A minha obrigação é estar sempre bem para quando o treinador precisar”, disse o atacante, cujos direitos pertencem ao Benfica, de Portugal – ele está emprestado gratuitamente ao Santos até 30 de julho. “Se depender de mim, quero continuar no clube”, avisou.

DIFICULDADES – Mesmo tendo poupado o time inteiro em cinco jogos do Paulistão, o Santos já está classificado, com 33 pontos. A luta agora é ficar entre os quatro primeiros colocados, o que dará a vantagem de decidir em casa nas quartas de final.

Apesar de os números do campeonato apontarem o Santos como favorito na partida deste domingo no Canindé, mesmo sem suas estrelas, Muricy está preocupado. “Nós vamos sofrer, porque essa equipe (de reservas e jogadores promovidos recentemente) não tem entrosamento. Mas é melhor poupar agora do que perder jogadores importantes mais à frente”, ponderou o treinador.