Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Com os pés no chão, Rodrigo anseia por sequência e permanência no Flu

Por Da Redação 8 set 2011, 17h11

Após se destacar pelo Madureira na campanha do Campeonato Carioca, o volante Rodrigo foi contratado pelo Fluminense e teve aguardar bastante tempo para poder estrear. A oportunidade veio nesta quarta-feira, na vitória sobre o Cruzeiro, graças à suspensão de Edinho.

O jogador garantiu ter gostado de sua atuação, mas evitou projetar a titularidade: ‘Quem decide se chegou o momento de ser titular não sou eu e sim o Abel Braga, que sabe o que é melhor para o time. Não penso nisso nesse momento. Meu único pensamento é me preparar ao máximo para estar à disposição da comissão técnica quando for preciso. Aconteceu contra o Cruzeiro e acho que fui bem. Se o Abel achar que devo continuar na equipe estarei disposto. Se ele não achar, paciência. O importante agora é todos nós estarmos focados em ajudar o Fluminense a subir cada vez mais na tabela de classificação’.

História de vida e sonho de permanecer

Rodrigo nasceu no Maranhão e considera a distância dos familiares, que permaneceram em São Luís-MA, como o principal desafio de sua estada no Rio de Janeiro. Aos 21 anos, ele só tem contrato até o término do estadual de 2012, mas vê a possibilidade de ter o passe comprado pelo Tricolor Carioca ao fim desse período.

‘O importante é estar preparado para suprir as expectativas quando aparecer a brecha. Estes meses serviram de aprendizado para mim e eu quero ajudar o Fluminense da melhor maneira possível. Estou tranqüilo, aguardando as chances e confiante em permanecer’, afirmou o jogador que, apesar de ser volante, foi o artilheiro do Madureira no Campeonato Carioca de 2011 com sete gols, sendo três em cobranças de pênalti.

Rodrigo teve uma atuação destacada diante do Cruzeiro e foi elogiado pelos companheiros de clube e por torcedores na internet. Com o retorno de Edinho, é provável que volte ao banco de reservas, mas também parece ter conseguido conquistar a confiança de Abel Braga, que vinha sendo hostilizado toda vez que colocava Fernando Bob, a outra opção do setor, em campo. O colombiano Valencia, que poderia estar brigando pela posição, segue no departamento médico se recuperando de uma lesão na perna direita.

Continua após a publicidade
Publicidade