Clique e assine a partir de 9,90/mês

Com Neymar na Seleção, Muricy confia em tática da Joia contra faltas

Por Da Redação - 2 jun 2012, 13h02

Com Neymar servindo a Seleção Brasileira, em uma série de amistosos preparativa para os Jogos Olímpicos de Londres, Muricy Ramalho admitiu que se preocupa com a intensidade das faltas recebidas pela Joia do Santos. Em contrapartida, o treinador sabe que o atacante usa de algumas artimanhas para evitar que os choques com os zagueiros adversários sejam ainda mais duros e possam causar lesão.

‘O Neymar criou uma maneira própria de jogar e de se livrar dessas pancadas. Todas as vezes em que os marcadores dão uma entrada dura, pegam ele no alto e nunca no chão, o que é mais perigoso, em termos de contusão. Como ele sabe que vem pancada dura, já se protege’, disse Muricy, que espera ter Neymar inteiro para os jogos contra o Corinthians, nos dias 13 e 20 de junho, pelas semifinais da Copa Libertadores.

O lance que mais preocupou o comandante santista, na vitória da Seleção por 4 a 1 sobre os Estados Unidos, na última quarta-feira, em Washington (EUA), aconteceu quando Jones acertou Neymar com um carrinho por trás, em uma falta que deixou o camisa 11 caído no chão.

‘O jogador americano estava nervoso, pelo resultado que já era confortável para o Brasil, e realmente acertou uma pancada muito dura. A sorte também é que o Neymar tem esse lado físico muito forte. Mas, sem dúvida, é algo que assusta a gente’, comentou.

Sem polemizar com a CBF e o técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes, Muricy Ramalho destacou que o time canarinho realmente precisa ser testado em amistosos, visando chegar ao seu mais alto nível nas Olimpíadas.

‘Não tem jeito. Nós temos que compreender o lado da Seleção, que tem os Jogos Olímpicos pela frente. É uma competição muito importante para o Brasil e que vai nos dar uma base muito grande para (a Copa do Mundo de) 2014. Torcemos para que o Neymar consiga cumprir o trabalho dele da menor maneira possível, como tem conseguido até agora’, encerrou o treinador alvinegro, que também perdeu o goleiro Rafael para a disputa dessas partidas preparatórias da Seleção.

O Brasil volta a atuar, diante do México, neste domingo, em Dallas. O último compromisso canarinho em solo norte-americano será contra a Argentina, no próximo sábado, em New Jersey.

Continua após a publicidade
Publicidade