Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Com gestão da AEG, WTorre sonha em Palestra entre os 5 principais do mundo

Por Da Redação - 6 out 2011, 12h27

A construtora WTorre confirmou nesta quinta-feira a parceria com a AEG para a gestão da Arena Palestra Itália. Durante evento nas obras do estádio, o diretor de novos negócios da empresa de engenharia, Rogério Dezembro, afirmou que espera transformar o local em um dos principais do mundo.

‘Nosso desafio é a Arena estar entre as cinco principais e mais rentáveis do mundo’, afirmou. Para gerir o espaço, a construtora assinou a parceria de dez anos com a AEG, que cuidará dos eventos realizados no local.

A multinacional administra mais de cem arenas no mundo, como Staples Center (de Los Angeles) e O2 (de Londres). Pelo acordo, o Palestra terá exclusividade da empresa na capital paulista.

‘A AEG gere as mais bem sucedidas arenas do planeta, nos quatro cantos do globo. Estava faltando a América do Sul e estão começando agora’, acrescentou Dezembro.

Publicidade

A companhia administrará shows, eventos corporativos e demais convenções na Arena. O Palmeiras, então, receberá uma porcentagem entre 20 e 45% das receitas de cada espetáculo. O Verdão continuará com 100% apenas das receitas dos jogos.

A ideia é aproveitar as datas livres do estádio quando o clube não utilizar o local para partidas de futebol. O contrato dos palmeirenses com a WTorre é válido por 30 anos.

Com uma obra orçada em R$ 350 milhões, a expectativa é de que o estádio esteja pronto em abril de 2013. Antes, no fim deste ano, a construtora deve entregar os prédios administrativo e poliesportivo, que serão utilizados pela área social do clube.

Publicidade