Clique e assine com até 92% de desconto

Com dois de Magno Alves, Galo bate Bahia e joga rival para a degola

Por Da Redação 11 set 2011, 20h00

Após sete rodadas na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o torcedor do Atlético-MG pôde ver seu time sair da degola com a vitória por 2 a 0 neste domingo, sobre o Bahia. Magno Alves, duas vezes, marcou os gols do triunfo mineiro na Arena do Jacaré, pela 23rodada do torneio.

Com o resultado, os alvinegros chegaram aos 24 pontos conquistados, mesmo número dos tricolores, mas ultrapassam o adversário no número de vitórias (7 a 5). Assim, os baianos entram na degola.

Na próxima rodada, o Galo encara o seu xará goianiense, no Serra Dourada, no sábado, às 18h (de Brasília), enquanto o Esquadrão de Aço tenta sair da incômoda 17posição diante do Fluminense, às 16h (de Brasília), em Pituaçu.O Jogo – O primeiro tempo mostrou apenas os anfitriões no campo de ataque e uma boa exibição do goleiro Tiago, que parou o ataque adversário em pelo menos duas boas oportunidades. Na primeira, aos 25, Neto Berola saiu na cara do gol, mas o arqueiro, de carrinho, afastou o perigo.

Aos 35, Magno Alves desviou cruzamento e deixou a bola para Mancini. O meia tentou girar e bateu pressionado, mas exigiu boa defesa de Tiago. Em cobrança de falta, aos 46, ele apenas observou o bom chute de Daniel Carvalho passar raspando a trave. No lance seguinte, porém, nada pôde fazer.

Após escanteio, o árbitro viu pênalti do zagueiro Paulo Miranda em Réver, deu o segundo amarelo para o defensor e expulsou-o de campo. Na cobrança, Magno Alves bateu rasteiro no canto esquerdo. O goleiro tricolor acertou o canto, mas não evitou o tento.

No segundo tempo, mais tranquilo pela vantagem numérica nos atletas dentro do gramado, o Galo ainda conseguiu um gol logo no início para facilitar a sua missão. Aos nove minutos, Magno Alves recebeu lançamento na frente, perdeu o contato com a bola no domínio, mas conseguiu ajeitar o corpo e bater cruzado para ampliar a vantagem.

A partir dali, o que se viu foi o time da casa segurando o resultado e os visitantes sofrendo, tentando alguma jogada de ataque, mas sem muita inspiração. O melhor lance foi uma bola de Titi no travessão de Renan Ribeiro, mas nada que alterasse o placar do embate.

Continua após a publicidade
Publicidade