Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Com dificuldades, Juve vence e reassume liderança do Italiano

Por Da Redação 4 dez 2011, 19h26

Roma, 4 dez (EFE).- Ultrapassada pelo Milan, que venceu o Genoa na sexta-feira, e pela Udinese, que passou pela Inter de Milão no sábado, a Juventus fez o ‘dever de casa’ neste domingo ao derrotar o Cesena em casa por 2 a 0, terminando, assim, a 14ª rodada do Campeonato Italiano na liderança.

Contudo, a vitória obtida no Juventus Stadium foi fruto de um trabalho duro do time comandado pelo técnico Antonio Conte. Com dificuldades para encontrar o caminho do gol, a ‘Vecchia Signora’ abriu o placar apenas aos 27 minutos do segundo tempo, com gol de Marchisio.

O meio-campista dedicou o lance ao meia Del Piero, que havia deixado o campo oito minutos antes com uma lesão na cabeça, que o obrigou a receber dez pontos na testa.

A torcida da casa pôde respirar aliviada apenas aos 36 minutos, quando o veterano goleiro Antonioli cometeu pênalti e foi expulso. Vidal foi para a bola e mandou para a rede, garantindo os três pontos para a Juve, que alcançou os 29, dois a mais que Milan e Udinese.

Em Florença, numa partida marcada por homenagens ao ex-jogador Sócrates, que defendeu a Fiorentina na década de 80 e morreu neste domingo, a equipe anfitriã derrotou a Roma por 3 a 0, subiu para a nona posição e abriu seis pontos da zona de rebaixamento.

O drama dos visitantes, que caíram para o oitavo lugar, com 17 pontos, começou logo aos 16 minutos, com a expulsão do zagueiro brasileiro Juan, que cometeu pênalti em Jovetic. O próprio montenegrino foi para a bola e converteu a cobrança.

Ainda antes do intervalo, aos 44, Gamberini fez 2 a 0. Para piorar, no segundo tempo, Fernando Gago e Krkic também receberam cartão vermelho e, em outra penalidade, Santiago Silva fechou a contagem.

A 14ª rodada do Italiano será encerrada nesta segunda-feira, com o jogo entre Lazio e Novara, marcado para o Estádio Olímpico de Roma. A equipe dos brasileiros André Dias, Matuzalém e Hernanes têm 22 pontos, em quarto lugar, e tentarão se manter próximos dos três primeiros colocados. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade