Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com contrato com o Grêmio até o fim do ano, Roth evita falar de seu futuro

O futuro de Celso Roth está indefinido no Grêmio. Com contrato até o fim do ano, o treinador ainda não sabe se ficará para a próxima temporada. Ele minimiza o fato e prefere não tocar no assunto. Os dirigentes adotam estratégia similar, preferindo desconversar quando questionados sobre o tema, mas aos poucos, o treinador vai se afastando do Olímpico.

‘Temos uma sequência de trabalho e coisas mais importantes para resolver. Se tiver que ficar, conversaremos com a direção e a gente define. Tem muita coisa ainda. É melhor nos preocuparmos com os jogos. Quando for o momento certo vamos conversar’, explicou o treinador após o empate por 2 a 2 com o América-MG.

A direção diz que o futuro será decidido após o fim do Brasileirão. ‘Depois do Brasileiro, vamos nos reunir e conversar. Vamos conversar com o presidente e decidir quem vai ser o treinador em 2012’, disse o gerente executivo, Paulo Pelaipe.

O resultado somou mais um ponto que coloca em dúvida a sua permanência no clube. Vencendo por 2 a 1 e com um jogador a mais em campo, Roth terminou a partida com três volantes e cedeu o empate diante do lanterna do Campeonato Brasileiro.

Outro problema é Miralles. Contratado a peso de ouro, o atacante não tem chances com Roth. O treinador não hesita em criticar o argentino publicamente. O jogador não foi relacionado para o jogo contra o Coelho e se quer tem participado dos coletivos durante os treinos.

‘Não existe castigo para o Miralles. Estamos administrando o jogador. Ele é um bom jogador. Quando se enquadrar, ele voltará a ser jogador do Grêmio normalmente. Quando tiver a oportunidade, eu espero que aproveite’, justificou Roth.