Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com calma, Corinthians desembarca na Argentina para 1 jogo da final

O ambiente do Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires, não estava tão caloroso quanto o de Cumbica, em Guarulhos, mas sediou, no final da tarde desta segunda-feira, o desembarque do Corinthians em terras argentinas. A delegação chegou às 16h58 (de Brasília – não há fuso horário), mas demorou quase uma hora passando pela imigração e pelo free shop.

Sem contar com a torcida eufórica que lotou a sala de embarque no Brasil, os comandados por Tite tiveram mais tranquilidade para expor o sentimento de atingir uma decisão de Copa Libertadores, feito inédito na centenária história corintiana. O zagueiro Chicão, focado e ansioso para o primeiro duelo diante do Boca Juniors, exaltou o planejamento da equipe que se dirigiu direto para um hotel no centro da capital, a cerca de 35 km do aeroporto.

‘Foi tudo bem tranquilo na viagem. Amanhã temos mais um treino, com o grupo sempre bem. É fazer aqui o que tem que ser feito. O Boca é um grande time, mas tem que provar isso dentro de campo, assim como o Corinthians também é e também tem que provar. Chegamos numa final histórica e temos que fazer a história sendo campeões’, pontuou Chicão, no desembarque do Corinthians.

O elenco do Timão inicia a concentração no hotel já nesta segunda-feira e, dependendo do desgaste dos jogadores, pode fazer um treino leve na academia. A única atividade já acertada pela diretoria será realizada em La Bombonera, às 19 horas da terça-feira. O Corinthians deseja realizar o reconhecimento do gramado na véspera do primeiro jogo na final, e torce para que o Boca Juniors não impeça a realização do treino como fez com o Fluminense, na primeira fase da competição continental, em março.