Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Com a cabeça na Copa do Brasil, Coritiba recebe o Botafogo

Com a cabeça totalmente voltada para as semifinais da Copa do Brasil diante do São Paulo, o Coritiba terá que encontrar forças e motivação para o duelo da segunda rodada do Campeonato Brasileiro, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), diante do Botafogo, no Estádio Couto Pereira. O Glorioso, embalado com a goleada de 4 a 2 para cima do Tricolor Paulista, tenta seguir na ponta da classificação, aproveitando o foco dos principais adversários voltados para outras competições.

Entretanto, se os números tiverem influencia em campo, o Coxa não perde um jogo no Alto da Glória desde julho de 2011. De lá para cá foram 28 partidas disputadas. No Brasileirão do ano passado foram 75% de aproveitamento em casa, o melhor índice da competição, campanha que fez o time disputar uma vaga na Libertadores da América até a última rodada.

O técnico Marcelo Oliveira tem a difícil decisão de escolher quem vai colocar em campo, já que o desgaste físico pode atrapalhar os planos do alviverde nas duas disputas. Certeza mesmo apenas a ausência do meia Rafinha que segue em tratamento médico por pelo menos mais uma semana, com uma lesão no tornozelo. No ataque, Roberto ou Everton Costa poderiam ser poupados para a entrada de Anderson Aquino.

Outros jogadores ainda brigam por espaço e aguardam por uma oportunidade de mostrar serviço. Gil, que vem sendo utilizado tanto na lateral quanto no meio campo, é um desses casos. Já o volante França, que já atuou pela Copa do Brasil, mas, mostrou estar fora de ritmo, está de olho em um lugar pelo meio, assim como Vinícius e o experiente Lincoln, que se transformou em um talismã, entrando apenas durante as partidas.

O comandante coxa-branca sabe que, apesar da maratona, não pode arriscar colocar um time reserva, já que precisa recuperar os pontos perdidos na estreia diante do Internacional. ‘Agora temos que pensar apenas neste jogo contra o Botafogo, pois vamos jogar em casa e essa é a nossa oportunidade de conquistar a primeira vitória no Brasileiro e somar pontos importantes’, disse. A partida contra o Coritiba está sendo tratada como de alto risco para o Botafogo, que no ano passado viu uma sequência de quatro vitórias no Campeonato Brasileiro ser interrompida justamente diante do Coxa, com direito a uma humilhante goleada de 5 a 0 dentro do Couto Pereira. Apesar de minimizarem a influência daquele resultado no duelo que está por vir, o elenco botafoguense ligou o sinal de alerta.

‘Cada jogo tem a sua história, mas sabemos muito bem que não vamos encontrar facilidades contra o Coritiba no Couto Pereira. O time deles é muito bom e conta com grandes jogadores. Mas o Botafogo também tem os seus objetivos neste Campeonato Brasileiro e, mesmo respeitando demais esse adversário, vamos em busca dos três pontos’, afirmou o volante Renato, que estava em campo naquela trágica tarde.

Para não ser mais uma vez surpreendido na casa do adversário, o Botafogo acredita que será fundamental neutralizar a pressão que o Coritiba deverá exercer dentro de campo, principalmente nos primeiros minutos.

‘Realmente será um jogo em que o Coritiba vai partir com tudo querendo decidir, pois está jogando em casa e sua torcida está animada pela conquista do título paranaense e pela grande campanha que o time vem fazendo na Copa do Brasil. O Botafogo vai precisar ser muito inteligente para saber tocar bem a bola e encontrar o melhor momento para decidir a partida’, disse o lateral esquerdo Márcio Azevedo.

Para este compromisso, o Time da Estrela Solitária segue sem poder contar com o zagueiro Antônio Carlos, que se recupera de um edema ósseo no joelho direito, com o volante Marcelo Mattos, que sente dores na coxa direita, e com o meia Andrezinho, se recuperando de um estiramento na coxa esquerda.

Todos não participaram da estreia no Brasileirão. A lista de desfalques aumenta com o goleiro Jéfferson servindo à Seleção Brasileira em amistosos internacionais. Assim, Renan será o goleiro, Brinner segue na zaga e Jadson atuará ao lado de Renato na proteção aos zagueiros.

Para piorar ainda mais a situação, o zagueiro Fábio Ferreira reclama de dores musculares na coxa esquerda e o atacante Loco Abreu sofre com dores na lombar. Ambos são dúvidas para o choque com o tricampeão paranaense. Caso o defensor seja vetado entra Dória, de apenas 17 anos, considerado uma das grandes promessas das categorias de base do Alvinegro.

No ataque, Herrera deve assumir o posto de Loco Abreu mesmo se o segundo se recuperar. O fato é que o uruguaio não vem conseguindo ter grandes atuações nos últimos jogos, passou em branco contra o São Paulo, quando foi substituído no intervalo. Herrera, que entrou em seu lugar, marcou três gols e se credenciou a assumir o posto de comandante do ataque.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA-PR X BOTAFOGO-RJ

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Data: 27 de maio de 2012 (Domingo)

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)

Assistentes: Marcelo Van Gasse (Fifa-SP) e João Nobre Chaves (SP)

CORITIBA: Vanderlei; Ayrton (Gil), Demerson, Emerson e Lucas Mendes; Júnior Urso (França), Sérgio Manoel, Renan Oliveira (Lincoln) e Éverton Ribeiro (Vinícius); Roberto (Anderson Aquino) e Everton Costa.

Técnico: Marcelo Oliveira

BOTAFOGO: Renan, Lucas, Brinner, Fábio Ferreira (Dória) e Márcio Azevedo; Jadson, Renato, Fellype Gabriel, Maicosuel e Vítor Júnior; Herrera

Técnico: Oswaldo de Oliveira