Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Clubes europeus tiveram perdas de 1.542 bilhão de euros em 2010

Genebra, 25 jan (EFE).- Os principais clubes de futebol europeus perderam conjuntamente em 2010 mais de 1.542 bilhão de euros (US$ 2 bilhões), anunciou nesta quarta-feira em entrevista coletiva o secretário-geral da Uefa, Gianni Infantino, que citou um relatório da entidade sobre endividamento.

O documento diz que as perdas dos clubes europeus da primeira divisão se devem a uma queda nas receitas referentes às transferências de jogadores, e superam amplamente as acumuladas em 2009, que foram de 1.200 bilhão de euros.

O texto estabelece em 3.300 bilhões de euros o valor total de despesas de transferências em 2010. A análise, realizada com 650 clubes, indica que 56% das equipes tiveram perdas. A dívida desse grupo chegou a 8.408 bilhões de euros (US$ 10.900 milhões).

‘Esta tendência deve mudar rapidamente, quando as regras de gestão da Uefa se tornarem obrigatórias, a partir da temporada 2013-2014’, disse Infantino.

O relatório informa ainda que 52% dos clubes sofreram uma queda em seus balanços, o que indica que seus proprietários não cobriram as perdas econômicas. O texto não faz referência aos nomes dos times.

‘Esta é a última chamada de alerta’, alertou Infantino, que advertiu que a partir de agora as equipes deverão cumprir a normativa que obriga os clubes a não se endividarem demasiadamente.

Apesar das perdas, as receitas aumentaram 6,6% em relação ao ano anterior, alcançando a cifra de US$ 16.600 bilhões. O relatório revela ainda que os salários representam 64% dos orçamentos dos clubes.

A batalha contra o endividamento é um dos pilares do programa do presidente da Uefa, Michel Platini, que pretende excluir clubes da Liga dos Campeões que gastarem mais do que recebem. EFE