Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Clube de futebol dos EUA está contratando tatuador oficial

Philadelphia Union, da Major League Soccer, procura profissional experiente para cuidar das tattoos dos atletas, funcionários e até torcedores

Por da redação 14 fev 2017, 16h58

Já faz parte do manual do boleiro moderno: tatuagens são parte do uniforme de futebol. Até mesmo Lionel Messi, antes tão discreto, fechou braços e pernas com desenhos (alguns de gosto bastante duvidoso), talvez influenciado pelo amigo supertatuado Neymar. Ciente da tendência, o Philadelphia Union, equipe que disputa a Major League Soccer, a principal liga de futebol dos Estados Unidos, abriu uma vaga de emprego inusitada e anunciou em suas redes sociais: procura-se um tatuador-chefe.

“Tatuagens são para a vida toda, assim como torcer por um clube, e queremos que você faça o trabalho”, convidou o clube, em seu anúncio de emprego. O clube ressaltou que o número crescente de estrangeiros na equipe – além dos brasileiros Ilsinho e Fabinho, defendem a equipe jogadores de Camarões, Holanda, Jamaica, Alemanha, Inglaterra e Bósnia e Herzegovina – fez crescer a demanda por tatuagens.

O artista escolhido ficará responsável por tatuar jogadores e outros funcionários, ocasionalmente, até torcedores. Entre os pré-requisitos exigidos pelo clube estão anos de experiência na área e “variedade de talentos e habilidades”, em “técnicas americanas tradicionais, japonesas, realista, ‘new school’ e muito mais.” Interessados devem enviar seus currículos para tattoos@philadelphiaunion.com.

Continua após a publicidade

Publicidade