Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Classificado, Vasco tenta assegurar liderança do grupo

Por AE

Montevidéu – Sem contar com os meias Felipe e Juninho Pernambucano e já classificado para as oitavas de final da Libertadores, o Vasco enfrenta o Nacional nesta quinta-feira, a partir das 21h50, em Montevidéu, no Uruguai, para garantir o primeiro lugar do Grupo 5. Com 10 pontos somados em cinco rodadas, o time brasileiro tem campanha idêntica à do Libertad, que enfrenta o Alianza Lima, no mesmo horário, no Peru.

O Nacional já está eliminado e deve começar o jogo desta quinta-feira com time misto. No Vasco, os dois principais nomes ficarão de fora da partida por diferentes motivos: Felipe está contundido, enquanto Juninho Pernambucano foi poupado. No fim de semana, o time tem importante partida pelo Campeonato Carioca, contra o Nova Iguaçu, e precisa vencer para ir à semifinal.

“Falando a verdade mesmo para vocês (jornalistas), estamos pensando na última rodada contra o Nova Iguaçu. Mas aqui temos uma missão muito grande que é classificar o Vasco como primeiro do grupo”, disse o zagueiro Renato Silva, reconhecendo que a Taça Rio é prioridade vascaína neste momento, em detrimento da Libertadores.

Para o técnico Cristóvão Borges, mesmo já eliminado, o Nacional será um adversário difícil. “Eles estão jogando em casa, têm torcida, têm satisfação a dar”, disse o comandante do Vasco. O goleiro Fernando Prass concorda, mas faz uma ressalva. “Se eles estivessem disputando a classificação, seria mais difícil. Mas o que depende mais é a nossa postura, a maneira como vamos nos comportar em campo”, avisou.

O time uruguaio foi responsável pela única derrota do Vasco na Libertadores até agora: justamente na estreia, por 2 a 1, em São Januário. “Aquele momento foi muito difícil, complicado. Largamos em casa perdendo no principal torneio do ano. Com o equilíbrio, conseguimos reverter isso”, lembrou Cristóvão Borges.