Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cariocas devem vaga na Libertadores a Muricy, opina Thiago Neves

Em 2012, pela primeira vez, três clubes cariocas estarão juntos em uma Libertadores. Feito inédito que Thiago Neves crê ter sido possível graças à passagem de Muricy Ramalho pelo Rio de Janeiro. O meia usa as cobranças do atual técnico do Santos por estrutura como fundamental nas classificações de Vasco, Fluminense e Flamengo e na luta do Botafogo pela vaga até a última rodada do Brasileiro.

‘Os quatro devem muito ao Muricy, pelo que fez no Fluminense no ano passado. Todos os times se espelharam nele, que brigou para ter um centro de treinamento e saiu por não ter. Quando ele foi para o Rio de Janeiro, arrumou tudo’, comentou o jogador que recebeu o Troféu Mesa Redonda, da TV Gazeta, de melhor segundo meio-campista do Brasileiro.

Muricy comandou um time carioca pela única vez em 2010. Conta que aceitou convite do Fluminense por ter recebido garantias de investimentos na estrutura do clube. Foi campeão brasileiro, mas saiu antes de completar um ano na equipe alegando que não cumpriram o que prometeram.

Muricy deixou as Laranjeiras, assumiu o Santos e foi campeão da Libertadores deste ano – por isso está no Japão, preparando a equipe para a disputa do Mundial de Clubes. Mas Thiago Neves acredita que o treinador plantou a semente que deu ao futebol carioca a chance de sonhar em ter até seus quatro grandes no principal torneio do continente.

‘Os quatro começaram a se mexer, com centros de treinamento, contratações de peso. Todos os clubes estão com estrutura melhor, se reorganizando a cada ano’, considerou o atleta, lamentando por não ter chance de encontrar o Botafogo na competição. ‘Os quatro mereciam estar na Libertadores. O Botafogo que, no finalzinho, deu uma vacilada e não ficou entre os primeiros. É assim mesmo’, conformou-se.