Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Brasileiros da ginástica comemoram milésima medalha histórica no Pan

Por Da Redação 26 out 2011, 06h33

A medalha de ouro conquistada em Guadalajara na prova da ginástica artística masculina por equipes, nesta terça-feira, foi a milésima do Brasil na história dos Jogos Pan-americanos. Surpresos com o fato, os atletas brasileiros responsáveis pelo feito comemoraram ainda mais a inédita primeira colocação na competição continental.

‘Não sabia que era a milésima medalha, é um ouro histórico mesmo!’, vibrou Diego Hypólito, que fez apresentação segura no solo e garantiu o título ao Brasil. ‘Essa era a medalha que eu mais queria aqui. Ela tem um sabor muito especial, porque é resultado de um trabalho de equipe muito forte. Sempre fiz questão de dizer que não existe só o Diego na ginástica masculina e está provado agora’, afirmou o irmão de Daniele Hypólito.Outro atleta importante na conquista do Brasil nesta terça-feira foi Sérgio Sasaki, ginasta mais completo entre os brasileiros. Estreante em Jogos Pan-americanos, ele teve bom desempenho em todos os aparelhos e marcou 87.700 pontos dos 346.100 que garantiram o ouro à equipe nacional.

Seu desempenho o classificou, ao lado de Petrix Barbosa, à final individual geral. Nas provas por aparelho, ele tem as decisões do solo, cavalo com alças e barras paralelas. Diego Hypólito briga por mais medalhas no solo e no salto sobre o cavalo. Já Arthur Zanetti disputa a final das argolas, em que foi vice-campeão mundial poucos dias antes de embarcar para o México.

‘Essa equipe encaixou como uma luva. A gente queria muito esse ouro e a juventude na equipe foi fundamental. O Brasil precisa acreditar na gente a partir de agora. Os veteranos são muito importantes, mas o país não parou. Existe uma nova leva de bons ginastas como nós e temos que continuar nesse caminho, porque tem de haver mais Diegos. A gente está fazendo história’, disse Sasaki.

Continua após a publicidade
Publicidade