Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasileiro é eliminado a 50m do fim da marcha atlética

Por Amanda Romanelli

Guadalajara – O brasileiro Caio Bonfim marchou por 19 quilômetros e 950 metros, mas, na reta final da prova de 20 km dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, foi desclassificado. “Eu não sei o que aconteceu, é muito frustrante”, disse Caio, de apenas 20 anos, que participou de seu primeiro Pan em sua temporada de estreia como adulto e estava na 8.ª posição.

“A arbitragem sempre gosta de aparecer e os critérios são muito subjetivos. Mas não se pode chorar o leite derramado. Isso acontece, a gente escolheu a marcha e é assim mesmo”, completou Caio. Na marcha atlética, o atleta sempre deve manter um dos pés em contato com o chão e, na troca de passo, deve manter o joelho esticado. Caso não atenda esses requisitos, o marchador leva uma punição – com três, é retirado da prova.

A prova, disputada na manhã deste domingo (horário local), também ficou marcada pelo desmaio do mexicano Éder Sanchez. Maior esperança de ouro do país no atletismo, o marchador que foi bronze no Mundial de Berlim, em 2009, terminou a disputa em 6.º lugar e desabou assim que passou pela linha de chegada. Socorrido, deixou o local de prova em uma ambulância. A disputa foi vencida pelo guatemalteco Erick Barrondo, com o tempo de 1h21min52, seguido pelos colombianos James Rendón e Luis López.

O outro brasileiro da prova, Moacir Zimmermann, também foi desclassificado. “Eu tive uma gripe muito forte, minha imunidade baixou”, disse o atleta, que chegou a liderar a prova. “Estava tentando fazer o meu ritmo, mas não consegui. A gripe me derrubou e saí totalmente da minha técnica”.