Clique e assine com até 92% de desconto

Brasil e Argentina decidem título com meta olímpica cumprida

Por Da Redação 11 set 2011, 10h13

A Copa América de basquete viveu seu auge neste sábado com a definição dos dois classificados para os Jogos Olímpicos-2012. Na cidade de Mar del Plata, Brasil e Argentina conseguiram as vagas do continente para Londres e agora buscam o objetivo derradeiro na decisão deste domingo, às 21h15 (de Brasília): o título.

‘A minha ficha ainda não caiu depois desta classificação para as Olimpíadas, é um resultado importante para toda uma geração que foi criticada em várias oportunidades’, afirmou o ala Guilherme Giovannoni, deixando claro que os brasileiros já alcançaram a grande meta da Copa América de 2011.

Aos argentinos, a conquista do troféu seria o desfecho perfeito para uma torcida fanática que deu seu apoio durante toda a competição. Pela primeira vez, a geração dourada – campeã olímpica em 2004 – pôde disputar um torneio de alto nível em casa.

Ainda por cima, será a chance do tira-teima para os donos da casa. A única derrota dos argentinos na competição disputada em Mar del Plata foi justamente contra o Brasil, na segunda fase, por 73 a 71. Dentro de quadra, a rivalidade promete ser quente neste domingo.

Do lado brasileiro, será a chance de conquistar o bicampeonato. Há dois anos, no torneio classificatório para o Mundial, a equipe verde-amarela levantou a taça com um triunfo dramático sobre Porto Rico por 61 a 60, na casa do adversário.

Para a final, o Brasil aposta em seu conjunto. Durante a Copa América, a equipe de Rubén Magnano mostrou-se extremamente versátil e com pontuação bem dividida: o maior cestinha é o armador Marcelinho Huertas, com média de apenas 12,1 pontos por partida.

Na Argentina, a filosofia é diferente. O grande destaque dos donos da casa é o ala-pivô Luis Scola, com média de 20,1 pontos. Outro que chama a responsabilidade nos momentos de decisão é o veterano Manu Ginóbili, astro do San Antonio Spurs, na NBA.

Na preliminar da decisão, a Copa América irá conhecer o terceiro colocado. A partir das 19 horas (de Brasília) haverá o confronto entre Porto Rico e República Dominicana. As duas seleções já asseguraram – ao lado da Venezuela – a presença na disputa do Pré-Olímpico Mundial com três vagas para representantes de todos os continentes.

Continua após a publicidade
Publicidade