Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil disputa Grand Prix de Qingdao com 11 judocas

Por AE

Qingdao – O Brasil será representado por 11 atletas no último evento do ano no Circuito Mundial de Judô, neste fim de semana, no Grand Prix de Qingdao, China. A competição vale pontos para os rankings mundial e olímpico, mas a equipe brasileira não terá representantes na categoria feminina até 70kg, única na qual, hoje, o País estaria fora dos Jogos Olímpicos de Londres.

A equipe brasileira tem apenas duas mulheres: Erika Miranda (até 52kg) e a jovem Camila Minakawa (até 63kg), de apenas 20 anos, que tenta ascender no ranking olímpico. Atualmente ela está na 33.ª posição de uma categoria em que o Brasil tem dificuldades em se garantir em Londres. Mariana Silva é a 19.ª e só está dentro da zona de classificação, de 14 atletas, porque cada País só pode ter um representante no judô olímpico.

No masculino, o Brasil vai usar praticamente força máxima. Com exceção de Leandro Cunha (até 66kg), o melhor judoca de cada categoria estará na China. Além disso, naquelas em que há dois brasileiros disputando internamente o direito de representar o Brasil em Londres, ambos competirão neste último Grand Prix do ano. Assim, estão inscritos: Felipe Kitadai (até 60kg), Bruno Mendonça (até 73kg), Flávio Canto (até 81kg), Hugo Pessanha (até 90kg), Tiago Camilo (até 90kg), Luciano Corrêa (até 100kg), Leonardo Leite (até 100kg), Rafael Silva (mais de 100kg) e Daniel Hernandes (mais de 100kg).

Segundo a programação do evento, lutam nesta sexta-feira, no primeiro dia de competições, Erika Miranda e Felipe Kitadai. No sábado, entram no tatame Camila Minakawa, Bruno Mendonça e Flávio Canto. No domingo, será a vez de Tiago Camilo, Hugo Pessanha, Luciano Corrêa, Leonardo Leite, Rafael Silva e Daniel Hernandes competirem.