Clique e assine a partir de 9,90/mês

Brasil comemora boa atuação e vitória no Grand Prix

Por Da Redação - 24 ago 2011, 08h13

A seleção brasileira feminina de vôlei estreou com uma vitória tranquila na fase final do Grand Prix. Diante da Itália, o Brasil ganhou nesta quarta-feira por 3 sets a 0 (25/16, 25/17 e 25/17), em 1 hora e três minutos de jogo, em Macau, na China. E, além do resultado positivo, o técnico José Roberto Guimarães ficou bastante satisfeito com a atuação da equipe contra as italianas.

“Jogamos muito bem. O saque, a defesa e o bloqueio funcionaram. Nós também não perdemos tantos contra-ataques como da última vez que jogamos contra elas”, disse Zé Roberto, lembrando que o Brasil já tinha vencido a Itália na primeira fase do Grand Prix, quando fez 3 sets a 1.

Apesar de comemorar a boa estreia na fase final, quando o Brasil manteve a sua invencibilidade no Grand Prix – são 10 vitórias em 10 partidas -, Zé Roberto já alertou para o próximo desafio: o jogo contra o Japão, nesta quinta-feira, a partir das 2h30 (horário de Brasília), novamente em Macau. “Todos os dias temos uma final. Temos que nos apresentar melhor a cada partida”, avisou o treinador.

Mas o Brasil pode ter um desfalque importante diante do Japão. A ponteira Mari deixou a quadra ainda no segundo set da vitória sobre a Itália com dores no abdômen. “Ela sentiu um pouco de dor. Vamos ver como ela está se sentindo e analisar a situação dela com a equipe médica”, disse Zé Roberto, sem confirmar a presença da jogadora no jogo de quinta-feira.

Continua após a publicidade

Diante da Itália, Mari foi substituída por Fernanda Garay quando sentiu as dores no segundo set, mas ela tinha começado o jogo como titular, mantendo a base da seleção brasileira junto com Dani Lins, Sheilla, Fabiana, Thaisa, Paula Pequeno e a líbero Fabi – depois, Natália, Tandara e Fabíola também entraram em quadra durante a partida.

Apesar da ausência de Mari a partir do segundo set, o Brasil conseguiu manter o ritmo de jogo até o final. E o destaque brasileiro foi mesmo a central Thaisa, que terminou como a maior pontuadora (17 pontos). “A Dani (levantadora) está acertando o meu tempo de bola. Estamos bem entrosadas e isso está me dando mais confiança. O time todo se portou bem. Nós não deixamos as italianas entrarem no jogo. Conseguimos impor o nosso ritmo e isso foi fundamental”, disse a jogadora.

No outro jogo do Grupo B do Grand Prix, os Estados Unidos ganharam do Japão por 3 sets a 0 (25/22, 25/17 e 25/23), também nesta quarta-feira, em Macau. Assim, o Brasil lidera a chave por ter melhor saldo de pontos do que as americanas. E, se conseguir vencer as japonesas nesta quinta, a seleção brasileira pode já garantir sua vaga na semifinal – depois, ainda fará o confronto com os EUA na sexta.

(Com Agência Estado)

Publicidade