Clique e assine com até 92% de desconto

Botafogo bate Guarani com gol no fim e evita queda

Por Da Redação 15 abr 2012, 18h44

Por AE

Ribeirão Preto – Com um gol aos 43 minutos do segundo tempo, o Botafogo conseguiu se manter na elite do Campeonato Paulista. Na tarde deste domingo, o Botafogo venceu o Guarani por 2 a 1, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela 19.ª rodada, a última da primeira fase. O herói do time da casa foi Clebinho, que entrou no decorrer da segunda etapa. Antes, Everton tinha feito o primeiro para o Botafogo, enquanto Fumagalli fez o gol de empate para o Guarani, de pênalti.

Com a vitória em Ribeirão Preto e a derrota da Portuguesa em Mirassol, por 4 a 2, para o time da casa, o Botafogo se manteve na primeira divisão. O time comandado por Vágner Benazzi terminou com 19 pontos, na 15.ª colocação, um ponto a mais que a Lusa.

Por outro lado, o Guarani conseguiu obter vantagem de decidir em casa nas quartas de final. O time campineiro ficou com 36 pontos, mesma pontuação que o Palmeiras, mas por ter uma vitória – 11 a 10 – a mais decide contra o time da capital no Brinco de Ouro, em Campinas.

Precisando da vitória, o Botafogo começou pressionando e encontrou uma maneira prática para furar a defesa bugrina: a bola aérea. Aos 16 minutos, Alessandro cobrou falta da intermediária e o volante Everton foi mais alto que a zaga do Guarani, desviou de cabeça mesmo de costas para o gol e abriu o placar para festa da torcida botafoguense: 1 a 0.

O Guarani conseguiu o empate nos acréscimos. Bruno Mendes cabeceou e o atacante Edson fez uma defesa em cima da linha. O árbitro assinalou pênalti e expulsou o camisa 9 do Botafogo. Na cobrança, Fumagalli bateu muito bem e não deu chances de defesa para o goleiro Rafael: 1 a 1.

No segundo tempo, o Botafogo teve que atuar com um jogador a menos, mas nem por isso deixou de buscar o gol. O Guarani quase conseguiu a virada aos 22 minutos. Fumagalli dominou no peito e chutou de esquerda da entrada da área, mas a bola acertou a trave.

Quando a queda do Botafogo parecia consumada, eis que apareceu o salvador Clebinho. Aos 43 minutos, o atacante recebeu na entrada da área e chutou com força. A bola foi de forma indefensável para o goleiro Juliano: 2 a 1. Festa no Santa Cruz.

FICHA TÉCNICA:

Continua após a publicidade

BOTAFOGO 2 X 1 GUARANI

BOTAFOGO – Rafael; Alessandro (Clebinho), Reniê, Marcos Aurélio e Alex; Tiago Ulisses, Everton (Talles Cunha), Daniel Fortunato e Felipe (Álvaro); Camilo e Edson. Técnico – Vágner Benazzi.

GUARANI – Juliano; Oziel (Bruno Peres), André Leone, Ewerton Páscoa e Bruno Recife; Willian Favoni (Rafael Araújo depois Thiaguinho), Fábio Bahia, Danilo Sacramento e Fumagalli; Max Pardalzinho e Bruno Mendes. Técnico – Osvaldo Alvarez.

GOLS – Everton, aos 16, e Fumagalli, aos 48 minutos do primeiro tempo. Clebinho, aos 43 do segundo.

ÁRBITRO – Luis Flávio de Oliveira.

CARTÕES AMARELOS – Willian Favoni, Alessandro, Thiaguinho, Oziel e Talles Cunha.

CARTÃO VERMELHO – Edson.

RENDA – R$ 93.433,00.

PÚBLICO – 7.962 pagantes.

LOCAL – Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

Continua após a publicidade
Publicidade