Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Borges torce por recuperação rápida de Dedé no Vasco

Por AE

Rio – O técnico Cristóvão Borges voltou a lamentar a ausência de Dedé no time do Vasco, nesta terça-feira, véspera da segunda partida contra o Lanús, pelas oitavas de final da Copa Libertadores. O desfalque do zagueiro poderá ser decisivo porque o time carioca joga por um empate sem gols para avançar na competição.

“Acreditei que o Dedé fosse jogar. Existia uma chance. Mas qualquer lesão deste tipo traz um risco. Vamos torcer para que ele se recupere e esteja pronto para ajudar na sequência”, comentou o treinador, em referência ao edema ósseo na fíbula esquerda do zagueiro.

Sem poder contar com Dedé, Borges formará a zaga vascaína com Renato Silva e Rodolfo. O treinador, porém, avisou que não pretende jogar na retranca na Argentina. Ele já confirmou o meio-campo reforçado e mais ofensivo com os veteranos Felipe e Juninho Pernambucano.

Na avaliação do treinador, uma formação mais fechada, à semelhança do esquema do Flamengo na Argentina (fase de grupos), não funcionaria com o Vasco. “Eles (Fla) jogaram com um bloqueio defensivo importante e deu certo. Conseguiram controlar o jogo na Argentina e mereciam ganhar. Só não posso repetir o que o Joel (Santana, técnico) fez pelas características diferentes das equipes”, analisou.

O Vasco entrará em campo nesta quarta, às 22 horas, escalado com: Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri; Rômulo, Felipe, Juninho Pernambucano e Diego Souza; Eder Luís e Alecsandro.