Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bayern elimina Real nos pênaltis e chega à final da ‘Champions’

Em jogo eletrizante, o Bayern de Munique garantiu presença na final da Liga dos Campeões ao superar o Real Madrid por 3 a 1 na disputa de pênaltis, nesta quarta-feira, no Santiago Bernabeu, ao final da prorrogação, após o time da capital espanhola vencer por 2 a 1 no tempo normal.

O Bayern, que tinha vencido em casa por 2 a 1 na ida, terá a honra de disputar a decisão no seu estádio da Allianz-Arena de Munique, no dia 19 de maio, e tentará conquistar o pentacampeonato contra o Chelsea, que eliminou o atual campeão, Barcelona, na terça-feira.

Como o craque argentino do Barça Lionel Messi, que perdeu um pênalti no empate por 2 a 2 com os ‘Blues’ no Camp Nou, o português Cristiano Ronaldo passou de herói a vilão hoje: CR7 fez os dois gols do Real no tempo regulamentar, mas acabou desperdiçando sua cobrança na decisiva disputa de pênaltis.

Ironia do destino, foi justamente numa penalidade máxima que Cristiano Ronaldo abriu o placar, aos seis minutos de jogo, após o lateral David Alaba cortar com o braço um cruzamento do meia argentino Angel Di Maria, numa jogada iniciada pelo brasileiro Marcelo.

O português ampliou aos 14, após receber um grande passe do alemão Mesut Özil, anotando seu décimo gol na competição.

Outro pênalti mudou a história do jogo: aos 27, o brasileiro naturalizado português Pepe derrubou Mario Gomez na área e o meia holandês Arjen Robben cobrou com perfeição, na direita do goleiro Casillas.

Com o placar em 2 a 1, o confronto estava empatado e o jogo começou a ficar tenso. O Bayern foi melhor no início do segundo tempo e quase fez o segundo aos 4, quando o lateral Philip Lahm cruzou para Gomez, que cabeceou para fora do gol de Casillas.

O Real tentou reagir aos 10, mas Benzema perdeu seu duelo cara a cara com o goleiro Neuer após receber um passe açucarado de Özil.

O técnico do time espanhol, o português José Mourinho, mexeu aos 30 para colocar o brasileiro Kaká no lugar de Di María, mas a mudança não surtiu efeito e a partida foi para a prorrogação.

Nos 30 minutos de tempo extra, o Real dominou, mas não conseguiu furar a retranca dos alemães, que no fim do jogo apostavam mais nos contragolpes.

A disputa de pênaltis começou da pior maneira possível para os espanhóis, que viram Cristiano Ronaldo e Kaká, seus dois jogadores mais caros, desperdiçar as cobranças.

Toni Kroos e Philipp Lahm também perderam seus pênaltis para o Bayern, mas os alemães levaram a melhor quando Bastian Schweinsteiger converteu o pênalti decisivo, após David Alaba e Mario Gómez também marcarem.

O Chelsea e Bayern surpreenderam a todos ao impedir a realização do clássico entre Real Madrid e Barcelona na final da ‘Champions’, e os dois ‘gigantes’ espanhóis terão como único consolo as competições nacionais.

O Barça disputará a decisão da Copa do Rei contra o Athletic Bilbao no dia 25 de maio e o Real tem tudo para se conquistar o título de campeão espanhol, que lidera com sete pontos de vantagem sobre os catalães.

“Agora, temos que trabalhar e pensar na Liga espanhol”, declarou Marcelo. “Estou triste, como o resto da equipe, mas agredeço a nossa torcida, que nos apoiou até o fim”, completou.