Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atraso na reforma do gramado afasta Santos da Vila no início do Paulistão

Após reclamações quanto ao estado ruim do gramado da Vila Belmiro no ano passado, a diretoria do Santos resolveu submeter o campo a uma nova reforma – a última havia sido no começo de 2011. Mas as chuvas no fim do último ano atrapalharam o trabalho da empresa responsável pela troca do gramado e, por conta disso, o Peixe não poderá jogar em seu estádio nas primeiras partidas que terá como mandante no Campeonato Paulista.

‘O serviço não foi bem feito e nós tivemos a premência de ter o gramado pronto no ano passado. Só que houve um período de chuvas incríveis e a troca do gramado foi feita de maneira emergencial. Achamos que o sistema de implantação da grama ficaria perfeito, mas isso não aconteceu. Por isso, chamamos o fornecedor para que reformasse o gramado, sem ônus nenhum ao clube’, disse o presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, antes de confirmar que os santistas vão começar a temporada 2012 longe de casa.

‘Agora, por conta das chuvas, a troca do gramado neste ano também se atrasou. Será preciso ter paciência. É o preço que se paga para mantermos o nível de excelência do gramado da Vila’, ponderou o mandatário alvinegro.

Sem poder atuar no seu campo, o Santos deve mandar o seu primeiro jogo como mandante, diante do Ituano, marcado para o dia 26 de janeiro, no Anacleto Campanella, estádio do São Caetano.

A tendência é que o Peixe só volte a jogar na Vila Belmiro contra o Comercial, no dia 23 de fevereiro, em confronto válido pela nona rodada do Paulistão.

Desta forma, os santistas devem enfrentar Oeste de Itápolis (2 de fevereiro), Palmeiras (5 de fevereiro) e Linense (12 de fevereiro) no Pacaembu, prestigiando o grande número de torcedores da equipe em São Paulo.