Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atlético-MG supera Uberaba, mantém os 100% e retoma a liderança

O Atlético-MG não fez uma boa exibição neste domingo, contra o Uberaba, no estádio Uberabão, no Triângulo Mineiro, mas foi o suficiente para conquistar a vitória por 3 a 0. Com o resultado, o Galo chegou aos 27 pontos, retomou a liderança do Campeonato Mineiro e manteve os 100% de aproveitamento no Estadual.

O primeiro gol do jogo foi anotado pelo avante Guilherme, que sofreu pênalti ao ser derrubado dentro da área pelo volante Bruno Moreno. No segundo tempo, depois de jogada bem construída pela direita com Serginho e Réver, Danilinho apareceu na entrada da área para ampliar. Mancini mostrou categoria para driblar o goleiro antes de marcar o terceiro e fechar o placar no Uberabão.

Na sequência do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG fará o clássico contra o Cruzeiro, marcado para o próximo domingo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Já o Uberaba terá compromisso contra o América-MG, também no domingo, no estádio Uberabão.

O jogo – O duelo entre Galo e Zebu começou com o Atlético-MG mais presente no campo de ataque e com o Uberaba bem fechado, buscando as jogadas de contra-ataque. Aos sete minutos, depois de boa trama ofensiva, o avante André finalizou cruzado, mas errou o alvo, em um lance de enorme perigo.

Aos dez minutos, Guilherme recebeu assistência de André e foi derrubado dentro da área por Bruno Moreno, o árbitro Emérson de Almeida Ferreira não titubeou e marcou pênalti para o Galo. Na cobrança o próprio Guilherme bateu e inaugurou o placar no Uberabão, levando o torcedor atleticano à loucura no Triângulo Mineiro.

Após o gol, os donos da casa adiantaram as linhas de marcação, permitindo assim, que o jogo ficasse mais aberto e dinâmico. Aos 24, depois de cobrança de falta pela esquerda, dois jogadores do Uberaba apareceram livres dentro da área do Galo, mas não conseguiram fazer o desvio, porém, a jogada assustou bastante o goleiro Renan Ribeiro.

Apesar de o Atlético-MG não ter feito um bom jogo tecnicamente, a equipe da capital possui peças de maior qualidade técnica que o adversário, que foram importantes para administrar a pressão que o Zebu tentou impor em cima do time atleticano. Aos 30, Guilherme recebeu passe com espaço para trabalhar dentro da área, mas conclui a jogada com um chute fraco, que serviu aos menos para acordar a equipe em campo, após um período de ritmo lento.

O Uberaba voltou para a etapa complementar demonstrando muita vontade, porém, a primeira chance de marcar foi do Atlético-MG. Aos quatro minutos, Réver deixou André na cara do gol, e sem marcação, o avante tirou do goleiro, mas acertou a trave esquerda de Fernando, em uma oportunidade clara de ampliar o marcador.

Aos 12, depois de jogada bem construída pela direita com Serginho e Réver, Danilinho apareceu na entrada da área para bater rasteiro sem chances para Fernando, para ampliar o marcador em favor da equipe atleticana. O segundo gol alvinegro esfriou o ímpeto do Zebu, e permitiu ao Atlético-MG controlar a partida sem ser muito incomodado.

Aos 24, Guilherme mostrou que leva jeito para garçom e fez um lançamento sensacional para Mancini, que passou pelo goleiro Fernando com categoria e marcou o terceiro gol do Galo. Apesar do placar elástico, o desempenho do Atlético-MG não foi dos melhores, e contou com a imensa fragilidade do Zebu para chegar a nona vitória seguida no Estadual.