Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Associação de treinadores critica Chelsea por demissão de Villa-Boas

O diretor executivo da Associação de Treinadores da Liga Inglesa, Richard Bevan, declarou nesta segunda-feira à rádio BBC que o Chelsea é “uma vergonha para a Premier League” por ter demitido seu técnico, o português André Villas-Boas, no último domingo.

Bevan alfinetou o proprietário do clube londrino, o bilionário russo Roman Abramovich, afirmando que, apesar do seu dinheiro, ainda não tinha encontrado uma forma de ter êxito com um time de futebol.

“Ter oito treinadores em nove anos é uma vergonha para o proprietário, o clube, os torcedores e para a liga”, declarou Bevan, que também explicou que Villas-Boas estava “muito decepcionado, frustrado e entristecido” pela sua demissão, apenas seis meses após ter assumido o cargo.

O treinado português, de 34 anos, perdeu o cargo no domingo, depois da derrota do Chelsea por 1 a 0 para o West Bromwich Albion, e foi substituído provisoriamente pelo seu auxiliar, o italiano Roberto Di Matteo, ex-jogador do clube.

Os ‘Blues só venceram uma das sete últimas partidas que disputaram e perderam por 3 a 1 fora de casa para o Napoli na partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões.

Di Matteo deve estar à frente da equipe para o jogo de volta, no dia 14 de março no estádio Stanford Bridge de Londres.

O brasileiro Luiz Felipe Scolari, técnico da seleção pentacampeã do mundo em 2002, hoje no Palmeiras, também teve uma experiência amarga com o Chelsea de Abramovich, quando também foi demitido após seis meses em 2009.