Clique e assine a partir de 9,90/mês

ASA derrota o Boa com um gol nos últimos minutos

Por Da Redação - 2 jun 2012, 18h50

Por AE

Arapiraca (AL) – Em um jogo equilibrado e decidido nos últimos minutos, o ASA venceu o Boa por 3 a 2, neste sábado, no estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca (AL), pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O gol da vitória alagoana, a primeira em casa, foi marcado aos 43 minutos do segundo tempo, quando o empate parecia ser o resultado final. Na tabela de classificação, o time alagoano aparece com sete pontos, em quarto lugar, enquanto que o Boa ocupa a 11.ª posição, com cinco.

O primeiro tempo foi movimentado. O ASA abriu o placar logo aos seis minutos, em uma cobrança de pênalti de Roberto Jacaré. Ele bateu forte no meio do gol, enquanto que o experiente goleiro Max caiu para o lado direito. Mas o Boa reagiu poucos minutos depois e empatou aos 14. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Gabriel desviou de cabeça e a bola sobrou na pequena área para Marcelo Macedo. Sozinho, ele bateu de voleio, fazendo um belo gol.

Com um bom sistema de marcação eficiente, o Boa dominou o meio de campo e as ações em campo. Mesmo falhando na marcação, o ASA voltou a ficar na frente aos 39 minutos. Élvis cobrou falta pelo lado esquerdo do ataque, levantando para a pequena área. Os zagueiros não cortaram e Fabiano apareceu na frente de Max para marcar de cabeça.

No início do segundo tempo, os dois times voltaram mudados. O técnico Heriberto da Cunha tentou equilibrar a marcação do ASA com as entradas de Gabriel na lateral direita no lugar de Sidny, que já estava amarelado, e do volante Jorginho no lugar do atacante Elvis. Com isso, Didira ganhou mais liberdade para encostar em Roberto Jacaré. No visitante, uma troca lógica: saiu Jajá para a entrada de Francismar.

Curiosamente quando o time alagoano parecia melhor em campo, o time mineiro chegou ao empate aos 11 minutos. O lance começou em uma falta cobrada, na intermediária, por Francismar. A defesa não cortou o levantamento e a bola bateu, de forma involuntária, na canela do zagueiro Welton Felipe. A bola ainda subiu e encobriu o goleiro Gilson.

Depois disso, os times priorizaram a marcação e “aceitaram” bem o empate. Mas outro lance estranho definiu o placar, aos 43 minutos. Em uma cobrança de falta ensaiada na frente da grande área, Chiquinho Baiano bateu forte, a bola desviou na barreira e subiu para encobrir o goleiro Max.

Na próxima terça-feira começa a quinta rodada e o ASA vai estar em campo diante do Joinville, em Santa Catarina. Já o Boa só vai jogar na próxima sexta, em casa, diante do Vitória.

FICHA TÉCNICA

Continua após a publicidade

ASA 3 x 2 BOA

ASA – Gilson; Sidny (Gabriel), Fabiano, Gaúcho e Chiquinho Baiano; Cal, Audálio, Didira (Danilo Cruz) e Valdívia; Élvis (Jorginho) e Roberto Jacaré. Técnico: Heriberto da Cunha.

BOA ESPORTE – Max; Maicon (Gabriel Deives), Gabriel, Welton Felipe e Radar; Claudinei, Radamés, Olívio (Petros) e Jajá (Francismar); Marcelo Macedo e Vanger. Técnico: Sidney Moraes.

GOLS – Roberto Jacaré (pênalti), aos 6, Marcelo Macedo, aos 14, e Fabiano, aos 39 minutos do primeiro tempo; Welton Felipe, aos 11, e Chiquinho Baiano, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Sidny, Gabriel e Didira (ASA); Vanger, Gabriel e Welton Felipe (Boa).

ÁRBITRO – Francisco de Assis Almeida Filho (CE).

RENDA – R$ 28.635,00.

PÚBLICO – 3.007 pagantes.

LOCAL – Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca (AL).

Continua após a publicidade
Publicidade