Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Arsenal faz 1 tempo avassalador, mas para na 2 etapa e é eliminado

A missão era difícil, quase impossível, mas o Arsenal entrou no Estádio Emirates nesta terça-feira ciente de que tinha que fazer uma partida perfeita para ter chances de se classificar para as quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Após perder o jogo de ida por 4 a 0 para o Milan, o time inglês pressionou o adversário desde o início do jogo, mas não conseguiu ir além dos 3 a 0. Com este resultado, o time inglês foi eliminado da competição europeia, enquanto que o time italiano segue sonhando com seu oitavo título no torneio.

Em um primeiro tempo amplamente dominado pelo Arsenal, o time da casa conseguiu fazer gols com Koscielny, Rosicky e Van Persie e não sofreu nenhum. O destaque negativo do Milan foi o zagueiro brasileiro Thiago Silva, que falhou no segundo gol dos ‘Gunners’. Na etapa final, no entanto, o time visitante melhorou e atenuou a pressão do time da casa, que não conseguiu chegar ao gol que levaria o duelo para a prorrogação.

As duas equipes voltam a campo pelos respectivos campeonatos nacionais nos próximos dias. Enquanto o Milan recebe o Lecce neste domingo pelo Italiano, o Arsenal também será mandante contra o Newcastle, na segunda-feira, pelo Inglês.

O jogo – Como era de se esperar, o Arsenal adotou uma postura ofensiva desde o início da partida e conseguiu injetar ânimo em sua torcida logo aos seis minutos de jogo. Após escanteio cobrado pela esquerda, a zaga do Milan falhou e Koscielny apareceu sozinho para cabecear para o fundo das redes.

Mesmo cedendo espaço para o adversário contra-atacar, o Arsenal mantinha uma grande porcentagem de posse de bola e não era ameaçado pela equipe italiana. Para melhorar, os ‘Gunners’seguiam levando perigo ao gol de Abbiati e quase ampliaram o placar em chute forte de Van Persie de fora da área, que obrigou o arqueiro milanês a realizar ótima defesa.

Como se não bastasse a inoperância do ataque, o Milan viu sua situação na partida piorar aos 25 minutos do primeiro tempo, graças a uma falha do brasileiro Thiago Silva. Após cruzamento rasteiro de Walcott, o zagueiro tinha a possibilidade de afastar a bola da área, mas deu um toque fraco em direção ao meia Rosicky. Sem titubear, o tcheco agradeceu o presente e chutou no canto esquerdo de Abbiati para marcar o segundo tento do time da casa.

Sem conseguir reagir, o Milan viu o Arsenal manter o seu domínio durante o restante da primeira etapa e ainda foi vazado mais uma vez antes de ir para os vestiários. Em lance pelo lado direito da área, Chamberlain foi derrubado e a arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, Van Persie bateu sem chances para Abbiati e anotou o terceiro tento dos ‘Gunners’.

Antes do apito do juiz, o Milan ainda teve a chance de diminuir a desvantagem, mas El Shaarawy perdeu gol incrível na grande área e a equipe milanesa terminou a primeira etapa vendo a vantagem conquistada na primeira partida perto de ser revertida pelo Arsenal.

A equipe italiana começou o segundo tempo buscando um pouco mais as jogadas ofensivas e tentando aproveitar os espaços cedidos pelo time da casa. Após bom passe de Robinho, Ibrahimovic teve a chance de marcar o primeiro gol do Milan no jogo, mas foi travado por Szczesny, que saiu corajosamente do gol.

Mais cauteloso do que na primeira etapa, já que teria que marcar mais três gols se sofresse um, o Arsenal deu espaços para o Milan e quase cedeu um tento ao adversário em uma falha do goleiro Szczesny. Para sorte dos ‘Gunners’, Ibrahimovic chutou para fora.

Livre da apatia da primeira etapa, o Milan seguiu criando mais que o Arsenal na etapa final e teve uma chance clara para marcar o seu gol. Após cruzamento rasteiro de Aquilani, Nocerino apareceu livre na pequena área e, com o gol vazio, bateu em cima do goleiro Szczesny.

No desespero, o técnico Arséne Wenger fez o que podia para mandar o Arsenal a frente e colocou os atacantes Chamakh e Chu-Young Park em campo. No entanto, o esforço do time da casa não deu resultado e o Milan saiu de campo classificado.