Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após sequestro, Valdivia adia volta ao Brasil para terça

Por Da Redação 11 jun 2012, 11h35

Por Paulo Galdieri

São Paulo – Vítima de um sequestro relâmpago sofrido na última quinta-feira, em São Paulo, o meia Valdivia adiou desta segunda-feira para terça o seu retorno aos treinos no Palmeiras. O jogador pediu um dia a mais de folga do clube após viajar para o Chile na última sexta-feira e desfalcar o time na derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, no último sábado, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro.

O meia chileno ficou muito assustado com o ocorrido e pediu para não atuar diante da equipe mineira. Na ocasião do sequestro, ele a mulher, Daniela Aránguiz, foram abordados por um homem armado por volta das 21 horas de quinta no estacionamento do Shopping West Plaza, na zona oeste de São Paulo. O casal passou cerca de duas horas dentro do próprio carro em poder do sequestrador, que os obrigou a rodar pela cidade e a sacar R$ 1 mil.

O pai do atleta, Luis Valdivia, disse que o seu filho chegou a ficar em estado de choque com o sequestro relâmpago e o próprio atleta chegou a colocar em dúvida a sua permanência no Palmeiras em entrevista ao canal de TV chileno TVN. “Tenho contrato até 2015, mas acho que não posso resistir sem a minha família”, disse o meio-campista, que também confirmou que a sua esposa já chegou a pedir para não retornar ao Brasil por medo da violência.

Depois da derrota para o Atlético-MG, o elenco do Palmeiras voltou aos treinos nesta segunda-feira pela manhã na Academia de Futebol. Os jogadores realizaram um trabalho com bola em campo reduzido, mas a atividade precisou ser paralisada por causa da forte chuva, com raios e trovoadas, que obrigou os atletas a deixarem o gramado e complementarem o treinamento na sala de musculação.

Por meio de nota em seu site oficial, o clube também informou que a ausência de Valdivia nesta segunda já era esperada e que o jogador comunicou à direção do clube que estará presente no treino previsto para a manhã desta terça-feira.

Por estar suspenso, Valdivia não poderá enfrentar o Grêmio nesta quarta-feira, no Olímpico, em Porto Alegre, pelo duelo de ida das semifinais da Copa do Brasil. Com isso, ele só tem chance de voltar a defender a equipe palmeirense no próximo domingo, contra o Vasco, na Arena Barueri, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

Continua após a publicidade
Publicidade