Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após rebaixamento, Atlético-PR sofre com a saída de jogadores

Com a indefinição política que o Atlético-PR vive, os jogadores da equipe já começaram a decidir o seu futuro longe do clube que foi rebaixado para a Série B do Brasileiro. O grande número de contratos que estão chegando ao fim deixarão o Furacão com apenas 18 atletas para a próxima temporada, o que forçará a nova diretoria a contratar inúmeros atletas para todos os setores do campo.

Além disso, o adiamento das eleições prejudicaram as negociações do clube com novos jogadores. Sem garantias de permanecer no poder, os dirigentes paranaenses esperam o resultado oficial do pleito para prolongar os vínculos daqueles que integram o plantel da equipe e decidir quem serão os prováveis reforços para a disputa do Campeonato Paranaense e da Segunda Divisão do Nacional.

Ao todo, 28 jogadores participaram da fatídica campanha do Atlético-PR no Brasileiro deste ano e dez destes terão seus contratos encerrados ao término deste ano. Os atletas em questão são o goleiro Márcio, o lateral direito Wagner Diniz, o zagueiro Fabrício, os volantes Kléberson, Cléber Santana, Wendel e Marcelo Oliveira e Paulo Roberto e os atacantes Rodriguinho e Adaílton.

Mesmo com a saída confirmada destes nomes, a nova diretoria do clube poderá negociar com alguns destes após ser eleita. O zagueiro Fabrício e o volante Marcelo Oliveira, por exemplo, interessam ao clube e deverão renovar com a equipe antes da pré-temporada.

Já o goleiro Márcio, o volante Paulo Roberto e o atacante Adaílton negociam com outras equipes e não estarão presentes no Furacão em 2012. O arqueiro disputará o Paulista pelo Botafogo, de Ribeirão Preto, enquanto os outros dois retornam de seus empréstimos para Vitória e Pão de Açúcar, respectivamente.