Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após ouro, brasileiras exaltam entrosamento no 4x100m

Por AE

Guadalajara – Depois da festa pela medalha de ouro no Pan de Guadalajara, as velocistas brasileiras atribuíram a conquista inédita ao entrosamento da equipe no revezamento 4×100 metros. Para as corredoras, a eficiência nas passagens do bastão foi determinante para o título pan-americano.

“Conquistamos a vantagem nas passagens do bastão, que treinamos bastante. Na pista, somos iguais às americanas. Conseguimos superá-las por causa do entrosamento”, afirmou Franciela Krasucki, ao destacar o entrosamento recente da equipe. Foi apenas a segunda competição que Vanda Gomes, Ana Claudia Lemos e Rosângela Santos correram juntas. A primeira foi o Mundial de Daegu, em setembro.

“Agora, nós temos que nos desenvolver individualmente para termos um bom resultado nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012”, projetou Franciela. “É uma equipe jovem, mas queremos buscar medalha em Londres. De quarto a oitavo já não nos serve”, declarou Ana Cláudia Lemos.

A equipe brasileira de atletismo também festejou na sexta a medalha de ouro no 4x100m masculino, o quarto título pan-americano consecutivo na prova. “Quando eu passei o bastão para o Nílson, pensei ‘acabou, essa é nossa’. Estamos acostumados a competir com leões e sabíamos que tínhamos excelente chance de vencer hoje”, disse Sandro Viana.

Para Bruno Lins, a vitória serviu de redenção após ficar com o bronze nos 200 metros. “Fiquei meio chateado com o bronze dos 200m e queria muito sair daqui com esse ouro. Era a hora de mostrar do que éramos capazes de fazer”, afirmou Bruno. Aílson Feitosa e Nilson André completaram a equipe que igualou o recorde pan-americano de 38s18.