Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após distensão na Austrália, Roddick planeja volta às quadras em San Jose

Por Da Redação 3 fev 2012, 12h12

Afastado das quadras desde a segunda rodada do Aberto da Austrália, o norte-americano Andy Roddick anunciou que voltará as disputas no ATP 250 de San Jose. O torneio está agendado entre os dias 13 e 19 desse mês. O tenista ainda revelou, nesta quinta, que a ressonância magnética apontou uma distensão no tendão da coxa.

A lesão de Roddick aconteceu durante o confronto com o australiano Llyeton Hewitt, no Aberto da Austrália. Desde aquele embate, o norte-americano se manteve afastado das quadras, fato que o preocupa para voltar às disputas em San Jose.

‘É um problema. Não bato bola desde a Austrália e nesse período tenho feito diferentes tratamentos para voltar o mais rápido possível. O resultado da ressonância não foi tão como esperávamos, mas espero poder voltar aos treinos já na próxima segunda’, contou Roddick, que terá uma semana para se preparar.

Aos 30 anos, Andy Roddick está próximo de alcançar a marca de 600 vitórias na carreira. O número 19 do mundo deve conseguir o feito no ATP 500 de Memphis, competição que pretende disputar depois de San Jose. ‘Minha única meta agora é estar recuperado para voltar a jogar’, acrescentou o norte-americano, que soma 590 triunfos no tênis.

Andy Roddick também comentou sobre a histórica final do Aberto da Austrália, entre o espanhol Rafael Nadal e o sérvio Novak Djokovic, traçando um paralelo entre real e a virtual. ‘Parece um jogo de videogame, no qual os jogadores não ficam cansados e batem a bola do jeito que querem’, comparou.

‘Provavelmente, eu nunca estive em uma forma tão boa durante toda a minha carreira. Não acredito que poderia jogar por quase seis horas naquela intensidade. Foi um jogo para ficar na história’, encerrou.

Continua após a publicidade
Publicidade