Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Após 48 anos e sob denúncias de corrupção, Havelange renuncia do COI

Por Da Redação 4 dez 2011, 15h47

O ex-presidente da Fifa e da Confederação Brasileira de Desportos, João Havelange, de 95 anos, pediu renúncia do Comitê Olímpico Internacional. Ele estava há 48 anos no COI e era o membro mais antigo.

De acordo com a agência de notícias AP, a carta de renúncia foi enviada na última quinta-feira, uma semana antes de a Comissão de Ética da entidade anunciar o veredicto sobre o envolvimento do dirigente em um escândalo de corrupção. O brasileiro esperava uma suspensão de dois anos ou a sua expulsão.

Havelange está sendo investigado por supostamente ter recebido R$ 1,83 milhão da agência de marketing esportivo ISL, que prestava serviços à Fifa, entidade que ele presidiu entre 1974 e 1998. A denúncia foi feita pelo programa Panorama, da emissora de televisão britânica BBC. O presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, também é acusado.

O ex-nadador é o primeiro membro do COI a renunciar desde 2005, quando o ex-vice presidente Kim Un-yong também quis evitar uma expulsão. Eleito presidente do COI em 2001, o belga Jacques Rogger tem julgado polêmicas éticas com mais rigor.

Continua após a publicidade
Publicidade