Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Apesar da variante Ômicron, China confirma Jogos Olímpicos de Inverno

Evento acontece entre 4 e 20 de fevereiro, sem espectadores estrangeiros e com testes regulares para atletas e equipes

Por Da Redação 30 nov 2021, 18h17

Apesar da rápida disseminação da variante Ômicron do novo coronavírus pelo mundo, a China garante que os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim serão disputados em fevereiro de 2022. Em uma entrevista a jornalistas estrangeiros, Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, disse acreditar que o país enfrentará desafios, mas aposta também na experiência adquirida no combate à Covid-19. “Acredito plenamente que a China será capaz de sediar as Olimpíadas de Inverno no prazo, tranquilamente e com sucesso”, disse ele.

A China deve realizar os Jogos entre 4 e 20 de fevereiro, sem espectadores estrangeiros e com todos os atletas e pessoal relacionado contidos em uma bolha sanitária e sujeitos a exames diários de Covid-19. Conforme sua política de tolerância zero, o país tem aplicado algumas das medidas preventivas mais rígidas do mundo contra a doença.

Os organizadores do megaevento esportivo afirmaram recentemente que o vírus seria o “maior desafio” das Olimpíadas de Inverno. No entanto, o país está determinado a fazer uma competição tranquila. Foram adotadas restrições de viagens e confinamentos instantâneos, mas surtos da variante Delta colocaram as autoridades sanitárias em alerta máximo.

(Com Agência Brasil)

Continua após a publicidade

Publicidade