Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alonso analisa GP da China: será outra etapa difícil

Apesar de liderar o Mundial de pilotos desta temporada, com 35 pontos, Fernando Alonso não mostrou otimismo ao comentar sobre o Grande Prêmio da China, neste domingo. Após o diretor técnico da Ferrari, Pat Fry, afirmar que o time italiano levará melhorias ao país asiático, o bicampeão espera por mais uma corrida complicada.

‘Não há nenhuma mudança. Será outra etapa difícil, como foi na Austrália e na Malásia. Trouxemos pequenas melhorias para a China, mas teremos que prová-las na pista. Umas funcionarão e outras não. Não podemos esperar nada muito diferente’, analisou durante entrevista organizada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) em Xangai.

Assim como Fry, Alonso confirmou que a Ferrari terá outras melhorias para o Grande Prêmio da Espanha, em maio, quando a Fórmula 1 chega aos circuitos europeus.

‘A quase toda corrida devemos melhorar e conseguir alguns décimos a cada peça que colocarmos no carro. A questão é que, por estarmos atrás, devemos fazer estas modificações mais rápido que nossos rivais. Não há um botão mágico ou algo que coloque no veículo que o faça ganhar um segundo. Devemos trabalhar continuamente, e isso está acontecendo em Maranello’, disse.

Após vencer a etapa da Malásia sob condições climáticas instáveis, o espanhol espera que este fato se repita no circuito de Xangai, já que isso aumentaria suas chances de obter um bom resultado.

‘Isso nos beneficiaria. Sabemos que temos dificuldades para entrar no Q3 em condições normais. A chuva pode nos dar mais opções e pontos na corrida’, destacou o espanhol, que deseja continuar sendo acompanhado pela sorte.

‘A sorte nos acompanhou nas duas primeiras etapas, com acidentes e saídas de rivais em momentos importantes. A Fórmula 1 envolve um pacote muito complexo de fatores, e é muito importante ter sorte. Ela nos acompanhou na Austrália e na Malásia, e esperamos que continue deste modo’, encerrou.