Clique e assine com até 92% de desconto

Alex, Montillo, Tevez e Liedson: ataque sonhado pelo Timão em 2012

Por Da Redação 27 dez 2011, 18h01

A diretoria do Corinthians não perdeu a esperança de contar com um ataque dos sonhos para a temporada 2012. Se as negociações surtirem o efeito desejado, o técnico Tite poderá escalar o quarteto Alex, Montillo, Tevez e Liedson, em uma equipe que partiria como uma das grandes favoritas ao título da próxima edição da Copa Libertadores da América.

O primeiro desafio corintiano é definir a contratação de Montillo junto ao Cruzeiro. O jogo duro dos mineiros faz com que os direitos sejam estipulados em 15 milhões de euros (cerca de R$ 36,4 milhões). A paciência é a receita do Alvinegro neste momento.

‘Não tem prazo determinado para que o Cruzeiro se pronuncie, a gente aguarda uma resposta, sabemos que muita gente viaja nessa época, vamos findar esse negócio antes de pensar em outro’, afirmou o presidente em exercício do Corinthians, Roberto Andrade, em entrevista à TV Bandeirantes nesta terça-feira.

As informações transmitidas pelo próprio Cruzeiro apontam que a oferta do Corinthians alcançou o patamar de 10 milhões de euros (R$ 24 milhões). O Timão não dá sinais de que irá alcançar a multa rescisória pedida pelos mineiros.

Ao Corinthians, a ordem é acreditar na vontade do próprio Montillo. Nas negociações, os dirigentes do campeão brasileiro foram informados de que o argentino tem a preferência de atuar no Parque São Jorge e buscar o título da Copa Libertadores da América.

‘Conversamos com o jogador, ele se mostrou disposto, não tem nada contra o Cruzeiro, quer mudar de ares, ainda tem um problema pessoal, faria bem ao Montillo jogar em São Paulo neste momento’, comentou Roberto Andrade.

Após a virada de ano, o Corinthians também planeja uma nova investida por Carlitos Tevez, do Manchester City, da Inglaterra. Em 2011, o Corinthians chegou a oferecer 40 milhões de euros (R$ 97 milhões) pelo atleta, mas a transferência não deu certo.

Agora, os números por Tevez serão bem mais humildes da parte do Corinthians. ‘O Tevez é um grande nome, um grande jogador, vamos tentar uma conversa novamente no começo do ano, mas é muito difícil, o Manchester não quer emprestar’, explicou Roberto Andrade, que foi além. ‘A negociação do Montillo não inviabilizaria a chegada do Tevez’, encerrou.

Continua após a publicidade
Publicidade