Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alessandro anuncia saída do Botafogo e critica diretoria

Por AE

Niterói – O lateral-direito Alessandro confirmou nesta terça-feira, em entrevista coletiva no salão de festas do condomínio onde mora, em Niterói (RJ), que deixará o Botafogo após cinco anos defendendo o time. O jogador admitiu que será dispensado pelo clube carioca e admitiu ter sido pego de surpresa com a decisão da diretoria botafoguense, agora alvo de críticas do atleta.

O jogador, de 34 anos, lembrou que havia firmado, em outubro, um termo de compromisso que previa a renovação do seu contrato por mais duas temporadas. Porém, o documento não foi assinado pelo presidente Maurício Assumpção e agora o clube resolveu dispensá-lo, alegando desgaste da relação do atleta com os torcedores como fator determinante para a decisão. O atleta, entretanto, nega que este tenha sido o motivo para a sua saída.

“Os dias foram passando, não peguei a cópia do contrato, até porque acreditava nas pessoas (da diretoria). Para minha surpresa, quando entrei de férias, o Anderson (Barros, gerente de futebol) me chamou para uma reunião falando que o Botafogo não contava mais comigo para o ano que vem. Me pegou um pouco de surpresa, as pessoas sabem da minha importância ali dentro, mas infelizmente não vai dar para permanecer. Acho que não tem nada a ver com desgaste de torcida, não era o problema. Fico um pouco chateado, acho que não merecia passar por isso, confiei nas pessoas ali dentro, não foram corretos comigo nessa parte”, reclamou Alessandro.

Em seguida, o lateral criticou diretamente o vice de futebol do Botafogo, André Silva, após o dirigente afirmar publicamente que o atleta tinha um relacionamento ruim com os torcedores botafoguenses. “Vi uma declaração do André Silva dizendo que (a dispensa) era por conta da relação com a torcida, mas acho que ele foi infeliz. Não foi a torcida. Terminei o ano bem com a torcida. Saio na rua e encontro torcedores que estão tristes com a minha saída. ‘Dei a cara’ muitas vezes nos momentos difíceis por ser um dos mais experientes. Não merecia isso. É um momento de tristeza, mas fico feliz por saber o quanto fiz pelo Botafogo”, acrescentou.

Alessandro ainda negou que a contratação do técnico Oswaldo de Oliveira, que deixou o Kashima Antlers, do Japão, para assumir o lugar do demitido Caio Júnior, tenha influenciado na decisão do clube de dispensá-lo. O jogador alegou, inclusive, que o seu empresário, Frederico Moraes, tem boa relação com o novo comandante da equipe. “Ele conversou com o Oswaldo, que disse que confiava em mim, que contava comigo. Se fosse problema, ele falaria que não queria. Não é problema do treinador”, garantiu.

Dispensado, Alessandro afirmou que agora não sabe qual time irá defender em 2012, mas disse que o seu empresário já tem propostas de outros clubes nas mãos.