Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alemanha fica perto das quartas e deixa Holanda praticamente eliminada

A seleção alemã deu um grande passo rumo à classificação para as quartas de final da Eurocopa-2012 ao derrotar a Holanda por 2 a 1, nesta terça-feira, na cidade ucraniana de Kharkov, pela segunda rodada da chave B, considerada o ‘grupo da morte’, e mantém 100% de aproveitamento, após ter superado Portugal por 1 a 0 na estreia.

O atacante Mario Gómez, que já tinha anotado o gol da vitória da ‘Mannschaft’ sobre os portugueses, voltou a ser decisivo ao balançar as redes duas vezes, aos 24 e 38 minutos do primeiro tempo, enquanto Robin Van Persie, do Arsenal, descontou para os holandeses, aos 27 da etapa final.

“Estou muito feliz por ter feito dois gols e ter ajudado a equipe. Foi importante sentir o apoio do treinador e dos meus companheiros”, comemorou Gómez que soma três gols marcados desde o início da competição e se iguala ao russo Dzagoev na artilharia.

Com a vitória, os alemães chegaram a seis pontos, três a mais que Portugal, que mais cedo bateu a Dinamarca por 3 a 2, em partida eletrizante disputada em Lviv.

Os dinamarqueses também somam três pontos por ter derrotado a Holanda por 1 a 0 na estreia.

Com duas derrotas seguidas, a ‘Laranja Mecânica’, atual vice-campeã mundial, não marcou um ponto sequer e depende de um milagre para se classificar.

Na terceira e última rodada, no próximo domingo, Holanda precisa vencer Portugal e torcer por uma derrota da Dinamarca contra a Alemanha, e mesmo assim ainda pode ser eliminada pelo critério do saldo de gols.

“Foi uma pena não ter podido empatar, mas ainda temos uma chance de nos classificar e temos que tentar de tudo”, explicou o técnico Holandês, Bert Van Marwijk.

Já a ‘Mannschaft’ garante a vaga para as quartas apenas com um empate, e pode até perder se Portugal não derrotar a Holanda.

“É importante terminar na lideraça do grupo, assim, poderemos permanecer em Gdansk, o que seria uma vantagem para as quartas de final”, explicou o treinador alemão Joachim Löw, que ficou surpreso com o desempenho do adversário desta quarta-feira.

“Tive a sensação de que a Holanda estava morta fisicamente depois de uma hora de jogo”, comentou.

Este desgaste pode ser explicado pelo fato dos holandeses terem correr atrás do prejuízo da derrota para Dinamarca ao partir para cima logo no início da partida.

Aos sete minutos de jogo, Van Persie recebeu um longo lançamento do volante Mark Van Bommel e emendou um voleio desde a marca do pênalti, mas o goleiro Manuel Neuer defendeu sem problemas.

Os alemães reagiram logo no minuto seguinte em lance semelhante, com um lindo voleio do meia Mesut Özil que bateu na trave antes de ir para os braços de Martin Stekelenburg.

O jogo era movimentado e com boas trocas de passes entre ambas as equipes, mas a ‘Mannschaft’ saiu na frente aos 24 minutos, com um golaço de Gómez.

O atacante do Bayern de Munique recebeu um passe açucarado de Bastian Schweinsteiger, matou a bola de calcanhar com muita categoria e chutou cruzado sem chances para o goleiro holandês.

Em noite inspirada, Gómez marcou seu segundo gol aos 38, novamente com a ajuda do ‘garçom’ Schweinsteiger, que o deixou em ótimas condições pelo lado direito para fuzilar Stekelenburg com uma bomba da entrada da área.

A seleção alemã por pouco não fez o terceiro nos acréscimos do primeiro tempo, mas o goleiro da Holanda espalmou de forma espetacular uma cobrança de falta de Schweinsteiger, que tentou surpreendê-lo ao chutar direto ao gol desde o lado esquerdo do campo enquanto se esperava um cruzamento.

O segundo tempo foi parecido com o primeiro, com a Alemanha criando mais oportunidades, mas foi Van Persie quem balançou as redes, aos 27, após uma grande jogada individual na qual fez um lindo giro para se livrar da marcação, deu uma arrancada e mandou uma bomba para as redes de Neuer.

Este golaço voltou a dar esperanças à equipe laranja, mas os alemães conseguiram segurar o resultado, quebrando a sina de perder na segunda rodada após ter vencido na estreia nas duas últimas competições que disputou.

Na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, a ‘Mannschaft’ estreou com goleada por 4 a 0 contra a Austrália, mas depois perdeu por 1 a 0 para a Sérvia; e na Eurocopa-2008 foi derrotada por 2 a 1 pela Croácia, após ter vencido a Polônia por 2 a 0.

Com 100% de aproveitamento nesta edição, a Alemanha espera conquistar o tetracampeonato europeu.