Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alemanha e Portugal estreiam em grupo da morte repetindo confrontos recentes

Lviv (Ucrânia), 8 jun (EFE).- Apontada por muitos como uma das favoritas ao título da Eurocopa 2012, a Alemanha estreará no torneio neste sábado, às 15h45 (de Brasília), diante de Portugal e tentará repetir as vitórias conquistadas na disputa de terceiro lugar da Copa do Mundo de 2006 e da fase de grupos da Euro-2008.

As duas seleções se enfrentarão na Arena Lviv, que fica na cidade ucraniana de mesmo nome, em momentos distintos. Os tricampeões mundiais e tricampeões continentais estão em alta, enquanto os portugueses vivem dias de tensão.

A surpreendente derrota por 5 a 3 para a Suíça e a vitória ‘morna’ por 2 a 0 sobre Israel, nos amistosos preparatórios, não assustaram os alemães. Nem mesmo a derrota do Bayern de Munique, que cedeu oito atletas para o elenco, na final da Liga dos Campões abalou o grupo.

A força da equipe de Joachim Löw está no meio-campo. Khedira e Schweinsteiger passam segurança e ainda sabem sair para o jogo, embora o segundo não esteja confirmado para a partida por problemas físicos. Mais adiantados, Özil, um dos grandes jogadores do Real Madrid atualmente, e Müller, revelação da Copa de 2010, sabem tanto armar as jogadas quanto finalizá-las.

Löw não cogita mudanças drásticas no time titular, mesmo com as críticas ao lateral Jerome Boateng por ter deixado a concentração recentemente para uma noitada. No ataque, Gómez levou a melhor na disputa com Klose e formará dupla com Podolski.

Na seleção lusa, a tensão tomou conta da concentração na cidade polonesa de Opalenica devido a comentários recentes de treinadores portugueses, como Manuel José e Carlos Queiroz, que criticaram o ‘circo’ armador ao redor da grande estrela do país, o atacante Cristiano Ronaldo.

Tal foi o efeito que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) interveio para amenizar os efeitos da polêmica vinda de Lisboa, dizendo que os atletas ficaram tristes, mas não deixaram que o rendimento fosse afetado.

As declarações serviram para baixar ainda mais o moral de uma equipe já fragilizada pelo mau rendimento nos amistosos pré-Euro, em que empatou sem gols com a modesta Macedônia e perdeu por 3 a 1 para a Turquia.

Os principais problemas do técnico Paulo Bento são as frequentes falhas da defesa e a ausência de um camisa 9 de confiança. Desde que o ídolo local Pauleta deixou a seleção, em 2006, vários atletas foram testados na posição de centroavante, entre eles o brasileiro naturalizado Liédson, mas nenhum caiu nas graças da torcida.

Quem tem a chance de tentar se firmar agora é Helder Postiga. Para isso, o atacante do Zaragoza terá dois ‘garçons’ de luxo, Cristiano Ronaldo e Nani.

Lá atrás, Bento deixou de fora da classificação o experiente Ricardo Carvalho. Os titulares serão Pepe, também nascido no Brasil, e Bruno Alves, que por muito tempo defendeu o Porto, mas desde 2010 atua pelo Zenit São Petersburgo.

Prováveis escalações:.

Alemanha: Neuer; Boateng, Mertesacker, Badstuber e Lahm; Khedira, Kroos (Schweinsteiger), Müller e Özil; Podolski e Gómez. Técnico: Joachim Löw.

Portugal: Rui Patrício; João Pereira, Pepe, Bruno Alves e Fabio Coentrão; Miguel Veloso, Rául Meireles e João Moutinho; Nani, Cristiano Ronaldo e Hélder Postiga. Técnico: Paulo Bento.

Arbitragem: Stéphane Lannoy (França), auxiliado por seus compatriotas Frédéric Cano e Michael Annonie.

Estádio: Arena Lviv, em Lviv (Ucrânia). EFE