Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Afastado, Renato Abreu inicia bateria de exames

Por AE

Rio – A extensa lista de desfalques e a consequente dificuldade do técnico Joel Santana em armar o time do Flamengo para o duelo com o Emelec (EQU), na quinta-feira, pela Copa Libertadores, ficaram em segundo plano diante da preocupação de jogadores, comissão técnica, dirigentes e torcedores do clube com a saúde e o futuro de Renato Abreu.

Na última segunda-feira, exames de rotina detectaram uma arritmia cardíaca na região inferior ao coração do meia. “É um alarme falso. Tenho muita fé em Deus. Não vai ser nada. Não tem nada de errado. É uma informação que pode nem se confirmar”, disse um otimista Renato ao jornal “Extra”, do Rio.

O jogador iniciou nesta terça uma bateria de novos testes para uma avaliação mais detalhada do problema. Preventivamente ele foi afastado de treinos e jogos. Mas a situação preocupa.

“É preciso separar o que é a arritmia do atleta e do coração com doença. As arritmias podem ser na parte superior, que são as benignas, e inferior, as malignas. Renato apresentou arritmia na parte inferior do coração, na área dos ventrículos”, explicou o cardiologista Serafim Borges, médico do clube e da seleção brasileira.

“Precisamos investigar logo por ser um problema de coração, mas já vi muitos atletas que passaram por isso e hoje atuam normalmente em seus esportes”, disse Borges.

De segunda para terça, Renato foi monitorado por um aparelho que mapeia o funcionamento do coração ininterruptamente por 24 horas, conhecido com exame de Holter. “Ele fica com um equipamento na cintura e eletrodos no tórax. Vamos tirar amanhã (hoje) e devemos ter os resultados no fim do dia”, contou Borges.

O meia do Flamengo tem 33 anos e se mostrou assustado com a questão, segundo pessoas próximas. Além da óbvia preocupação com sua saúde, ele teme pelo prosseguimento normal de sua carreira. Mesmo assim, procura adotar tom de tranquilidade.

“Não estou triste. Estou é chateado de ter que ficar sem treinar e jogar. Não estou preocupado. Se eu sentisse algo diferente, eu falaria. Mas com saúde não se brinca. Tem que se precaver”, conformou-se.

Renato entra na longa fila de homens fora de combate do time. Joel não pode contar com Willians, Airton e Felipe, todos machucados, para a partida contra o Emelec e também para o clássico com o Fluminense, domingo, pelo Estadual. Além deles, Maldonado e Camacho são dúvidas, também com problemas físicos. Léo Moura participou do coletivo desta terça e deve ser liberado.