Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Adriano segue tratamento no Fla, mas diretoria pode pressionar

Por Da Redação - 19 jun 2012, 19h18

‘O Adriano seguirá o tratamento aqui no CT. Nos reunimos apenas para informar que iniciaremos a segunda etapa da recuperação. Ele poderia fazer a fisioterapia em outro local, mas preferiu continuar utilizando as dependências do clube’, declarou o médico.Após as quatro faltas de Adriano a sessões de fisioterapia no Flamengo recentemente, foi feita uma reunião no Ninho do Urubu nesta terça-feira para tratar da recuperação do atacante. O médico José Luiz Runco, porém, informou que a reunião tinha como objetivo apenas informar o estágio do tratamento e colocou o peso das faltas sobre o próprio atleta, afirmando que a diretoria pode tomar atitudes em caso de faltas constantes.

Runco afirmou que o Flamengo apenas disponibiliza os equipamentos para a recuperação do atleta, mas que, caso não exista empenho, a diretoria pode tomar uma atitude.

‘O clube está oferecendo a estrutura e a única coisa que o Flamengo poderia perguntar é se ele quer deixar o clube, a decisão é dele, é ele quem tem que ficar preocupado, quem tem consciência do processo de recuperação. Se ele faltar, a diretoria irá definir a atitude que irá tomar’, garantiu.

Finalmente, o médico revelou a justificativa dada pelo ex-jogador da Inter de Milão para faltar nas sessões da última semana e informou o progresso feito até agora: ‘Ele nos disse que faltou à fisioterapia porque não estava se sentindo bem. Ele está seguindo o cronograma e está bem, o tendão já funciona e o pé se movimenta.’

Publicidade