Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Adriano lamenta derrota e espera ajudar Santos a voltar ao Japão em 2012

O volante Adriano, desfalque do Santos no Mundial de Clubes da Fifa devido a uma grave contusão no tornozelo direito – o jogador teve de ser submetido a uma cirurgia para corrigir o problema -, assistiu à decisão contra o Barcelona, da Espanha, realizada neste domingo, em Yokohama, e se mostrou bastante chateado com a derrota de seus companheiros, lamentando a goleada de 4 a 0 sofrida pelo Peixe diante do poderoso time catalão.

Para Adriano, que assistiu ao jogo em um Buffet de São Vicente, no litoral paulista, acompanhado de amigos e familiares, a equipe santista lutou para conquistar um resultado positivo. No entanto, a força e a alta qualidade técnica dos jogadores do Barça fizeram a diferença a favor dos espanhóis, nesta decisão.

‘A gente sabia que seria difícil, mas eu estava na torcida para que o Santos conquistasse o título. O Barcelona mais uma vez mostrou que é o melhor time da atualidade e mereceu a vitória. Mas estão todos de parabéns, pois lutaram bastante e a própria torcida reconheceu isso’, disse Adriano.

O volante, que está em processo de recuperação da intervenção cirúrgica a qual foi submetido no tornozelo, ainda aproveitou para prometer a torcida que irá se dedicar para se recuperar o mais breve possível e ajudar os alvinegros a voltarem para a disputa do Mundial em 2012, que será realizado novamente no Japão, na próxima temporada.

‘Devo voltar durante a primeira fase da Copa Libertadores (da América) no ano que vem. Vou me empenhar para o Santos conquistar novamente o título (da Libertadores), no ano de seu centenário, e garantir a vaga para disputar outra vez o Mundial em 2012’, comentou.

Vale destacar que, segundo os médicos do Santos, a previsão quando Adriano foi operado no final do mês passado era de que o jogador só voltaria a atuar no prazo de três a quatro meses.

Porém, o departamento médico do clube não pretende precipitar o retorno do meio-campista e, por isso, Adriano tem tido uma atenção especial no seu tratamento e só irá retornar aos gramados quando estiver em plenas condições físicas para a prática do futebol.