Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Abatido, Vasco esquece Carioca e foca na prioridade: a Libertadores

Por Da Redação 30 abr 2012, 14h31

A derrota por 3 a 1 para o Botafogo custou ao Vasco a eliminação no Campeonato Carioca, título que o time não conquista desde 2003. Era visível após o jogo o abatimento do técnico Cristóvão Borges e dos jogadores. Porém, no discurso eles garantem que o tropeço no Estadual não vai prejudicar em nada o desempenho na Copa Libertadores, considerada a prioridade em 2012.

O Cruz-maltino entra em campo pelo torneio continental nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), em São Januário, para encarar o Lanús, da Argentina, pela rodada de ida das oitavas de final. A vitória é fundamental, pois a definição da classificação será na próxima semana, em território argentino.’Sinceramente não acredito que essa derrota para o Botafogo possa minar a nossa confiança, pois esse grupo já passou por situações piores e conseguiu dar a volta por cima e reagir. Sabemos que a cobrança vai aumentar ainda mais, porém estamos acostumados com pressão. A torcida vai exigir mais a partir de agora e estamos prontos para dar dentro de campo a resposta que ela quer’, afirmou o técnico Cristóvão Borges.

O zagueiro Rodolfo seguiu na mesma linha do treinador: ‘Nós precisamos deixar para trás o que aconteceu contra o Botafogo e pensar apenas na partida contra o Lanús. Não temos muito tempo para descansar ou assimilar o golpe, pois já tem um jogo muito importante na quarta-feira. O bom do futebol é que não se pode lamentar por muito tempo, pois logo depois já se tem um novo desafio pela frente’.

Nesta segunda-feira o elenco do Vasco participou de um trabalho regenerativo e, na terça, Cristóvão vai definir a equipe que enfrenta o Lanús. A base vai ser a mesma da decisão, porém existe a possibilidade de que alguma alteração seja feita para dar mais agressividade ao time, que vai precisar ganhar para ter tranquilidade na Argentina. Neste cenário não está descartada alguma mudança principalmente no setor de meio-de-campo, com a entrada de Juninho Pernambucano ou até mesmo de Carlos Alberto.

Continua após a publicidade
Publicidade