Clique e assine a partir de 9,90/mês

Zumbis religiosos: As referências bíblicas em ‘The Walking Dead’

Livro cristão pauta personagens e ajuda a contextualizar parte da famosa trama apocalíptica

Por Raquel Carneiro - Atualizado em 14 Jul 2017, 12h28 - Publicado em 7 Nov 2016, 09h04

Nem só de zumbis vive The Walking Dead. A série de TV inspirada nos quadrinhos de Robert Kirkman pode ser observada por diferentes lupas, que vão de teorias sociológicas e filosóficas até uma grande leva de alusões bíblicas. Nomes de personagens e versículos espalhados em marcações pelo cenário enriquecem a trama e sugerem o que está por vir.

Uma das últimas adições da série na TV, que voltou a dar holofote à Bíblia, foi a chegada do rei Ezequiel, líder da colônia Reino (kingdom, em inglês). A postura do personagem e seu contexto lembram o de um importante profeta judeu de mesmo nome, que também batiza um dos livros do Antigo Testamento.

Confira na lista abaixo algumas das referências bíblicas da série de mortos-vivos.

Mortos levantarão das tumbas

Continua após a publicidade

A Bíblia traz diversas citações da ressureição, que podem ser lidas de maneira figurativa – ou não. Jesus Cristo foi um dos exemplos que voltou da morte para a vida. Em The Walking Dead, quem relembra a passagem é o religioso Hershel (Scott Wilson). “Quando o Senhor disse que os mortos ressuscitariam, achei que ele tivesse algo diferente em mente”, disse na segunda temporada da série sobre os nojentos zumbis. “Vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação”, diz o trecho do livro de João 5:28-29.

Hershel Greene e sua Bíblia em 'The Walking Dead'
Hershel Greene e sua Bíblia em ‘The Walking Dead’ Divulgação

 

Continua após a publicidade

Antes perder a mão…

No 11º episódio da terceira temporada, diversas menções bíblicas foram usadas pelos produtores. A começar pelo título do capítulo: Não Sou um Judas. Enquanto o elenco buscava um traidor entre si, Hershel conversa com Merle (Michael Rooker), irmão de Daryl (Norman Reedus). Hershel teve a perna cortada após uma mordida de zumbi no membro. Já Merle auto-amputou a mão, quando estava preso com uma algema e corria risco de ser atacado pelos mortos-vivos. “Se sua mão te escandaliza, corte-a e atira-a para longe. Pois é melhor perder um de seus membros do que ter todo seu corpo ser jogado no inferno”, diz Hershel. O ex-detento Merle completa: “Mateus 5:29-30, tínhamos uma boa biblioteca na prisão”. 

Continua após a publicidade
Merle Dixon... melhor perder a mão
Merle Dixon… melhor perder a mão Divulgação

 

Continua após a publicidade

A igreja de Gabriel

Em uma de suas peregrinações, na quinta temporada, o grupo de Rick encontra a igreja onde se esconde o Padre Gabriel (Seth Gilliam). O local exibe em suas paredes uma lista de versículos. Todos fazem referência à trama da série. O primeiro é Romanos 6:4: “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida”.

Mateus 27:52 e Lucas 24:5 também são citados, dizendo: “E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos mortos foram ressuscitados”, e “Estando elas muito atemorizadas, e abaixando o rosto para o chão, eles lhes disseram: Por que buscais o vivente entre os mortos?”. Ezequiel 37:7 também está marcado no templo, veja mais sobre isso no último item da lista.

Continua após a publicidade
A igreja vira abrigo em 'The Walking Dead'
A igreja vira abrigo em ‘The Walking Dead’ Divulgação

 

Continua após a publicidade

Noé, a última esperança… que morre

Na Bíblia, Noé (ou Noah, em inglês) constrói uma arca para salvar a humanidade. Na série, o Noah (Tyler James Williams) tem uma missão parecida, mas um destino menos feliz. O personagem que ficou um tempo curto entre os vivos se torna aprendiz do arquiteto Reg (Steve Coulter), em Alexandria — uma versão moderna da arca. Reg construiu os muros ao redor do condomínio que se tornou uma comunidade. Melhorias deveriam ser feitas. Mas nem Reg ou Noah sobrevivem para finalizá-las.

Noah e Reg, os arquitetos de Alexandria
Noah e Reg, os arquitetos de Alexandria Divulgação

 

Continua após a publicidade

Jesus hipster

Um dos recentes acréscimos na série de TV, o personagem Jesus (Tom Payne) desfila belos olhos azuis, corpo atlético e barba e cabelos compridos no melhor estilo hipster do fim do mundo. O nome do personagem, na verdade, é Paul, mas a aparência barbuda e o porte de messias fizeram com que ele ganhasse o apelido bíblico. Contudo, uma revelação sobre o personagem nos quadrinhos levou os cristãos mais fervorosos a repudiarem a associação do nome do filho de Deus com o rapaz. Na edição 122 da HQ, Jesus destaca que o ferreiro da colônia Hilltop é o único a chamá-lo pelo nome de batismo. “É um apelido desrespeitoso”, explica o ferreiro.

Jesus (Tom Payne), o quase messias de The Walking Dead
Jesus (Tom Payne), o quase messias de The Walking Dead Divulgação

 

Continua após a publicidade

O esperançoso Ezequiel

Continua após a publicidade

Na Bíblia, o profeta Ezequiel tem um livro para chamar de seu no Antigo Testamento. Importante sacerdote do período, ele pregava durante um período ruim da história dos judeus, no exílio na Babilônia. Suas profecias envolviam um alto teor de elementos místicos e parábolas fantasiosas. Em uma de suas visões, ele descreve um cemitério em que os ossos espalhados pelo local se unem, voltam a ganhar carne e pele, até ser um exército vivo, mas sem espírito. A passagem é a mesma listada na igreja do padre Gabriel, na quinta temporada, em Ezequiel 37:7.

Já o rei Ezequiel, na ficção, compartilha características com seu xará bíblico. Esperançoso, calmo e com um pé no romanesco, ele lidera a comunidade Reino – outra alusão ao livro sagrado, que constantemente, no Velho e no Novo Testamento, anuncia o chamado “Reino de Deus”.

Ezekiel surge pela primeira vez em trailer de 'The Walking Dead'
Ezekiel e Shiva, interessantes novos personagens de ‘The Walking Dead’ Reprodução
Publicidade