Clique e assine a partir de 9,90/mês

Morre Zilda Cardoso, a Dona Catifunda, aos 83 anos

A humorista, que vivia sozinha em são Paulo, morreu enquanto dormia

Por Redação - Atualizado em 20 dez 2019, 18h35 - Publicado em 20 dez 2019, 18h05

A humorista Zilda Cardoso, que interpretou a personagem Dona Catifunda nos programas Escolinha do Professor Raimundo (Globo) e A Praça É Nossa (SBT), morreu hoje, aos 83 anos, em São Paulo. 

A VEJA, o investigador que realizou a perícia, Luiz Carlos Vegi, do 77º Distrito Policial, em Santa Cecília, afirmou que Zilda sofreu uma morte natural enquanto dormia. Apesar de não apresentar problemas de saúde, a atriz fumava três maços de cigarro por dia e teve um mal súbito há alguns meses. O fato de ela fumar, porém, não apresenta necessariamente relação com a morte, ressalta Vegi. 

Zilda não tinha parentes próximos e morava sozinha em um apartamento na capital paulista. A diarista da comediante encontrou o corpo da atriz ao chegar para o trabalho de manhã.

Nessa nova temporada da Escolinha do Professor Raimundo, a humorista Dani Calabresa é quem faz o papel de Dona Catifunda. A Atriz que está de férias em Orlando ficou sabendo da morte de Zilda e postou uma sequencia de vídeos em seu storie no Instagram emocionada.

Continua após a publicidade

“Eu to muito triste de verdade. Eu cresci assistindo a Escolinha do Professor Raimundo e a Catifunda era a minha personagem feminina preferida”, diz Dani. “Eu fico honrada de poder pegar esse personagem emprestado e poder fazê-lo na televisão. Eu queria ter a conhecido, ter a abraçado. Eu estava torcendo para que a Zilda entrasse pela porta no meio das gravações. Eu iria desmaiar no chão de emoção, mas eu gostaria de ter tido a oportunidade de gravar com ela”, encerrou a humorista dizendo que não conseguiria mais falar nada.

Dani Calabresa vai interpretar a personagem Dona Catifunda, papel que foi de Zilda Cardoso

Trajetória

Zilda Cardoso nasceu no dia 4 de janeiro de 1936, em São Paulo, e ficou conhecida por sua personagem Catifunda, uma moradora de rua debochada que fumava charuto e tinha um forte sotaque paulistano. 

A primeira vez que apareceu com o figurino da personagem foi no programa humorístico O Riso É o Limite, em 1961, na TV Rio. Não demorou para ela ser convidada por Manuel de Nóbrega para participar do programa a Praça da Alegria, na TV Record. Depois vieram outras atrações como A Praça É Nossa, Os Trapalhões, Praça Brasil, Estados Anísios de Chico City e onde ela ampliou a fama: Escolinha do Professor Raimundo. “Saravá, perfessor”, como ficou nacionalmente conhecido o bordão de Zilda quando Raimundo a chamava.  

Continua após a publicidade

Para além de Dona Catifunda, Zilda Cardoso trabalhou no cinema brasileiro participando de longas como O Lamparina (1963), Meu Japão Brasileiro (1964), Golias Contra o Homem das Bolinhas (1969) e Se Meu Dólar Falasse (1970). E também na dramaturgia: foram três novelas na Record, Quatro Homens Juntos (1965), Mãos ao Ar (1966), Meu Adorável Mendigo (1973). Na Globo fez a personagem Elza na novela Meu Bem, Meu Mal (1990) e do seriado Você Decide (2000). 

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade