Group 21 Copy 4 Created with Sketch.
Ao vivoAmarelas ao Vivo entrevista Alvaro Dias, do Podemos

Evento de VEJA já ouviu os presidenciáveis João Amoêdo (Novo) e Geraldo Alckmin (PSDB). Marina Silva (Rede) e Henrique Meirelles (MDB) também serão sabatinados

‘Wildlife’, com Jake Gyllenhaal, abrirá Semana da Crítica de Cannes

Competição paralela entre diretores estreantes acontece nos dias 8 e 19 de maio

O filme Wildlife, com Jake Gyllenhaal e Carey Mulligan, abrirá a 57ª edição da Semana da Crítica do Festival de Cannes. O longa, assinado pelo estreante Paul Dano, acompanha o drama de um adolescente de 14 anos que assiste, impotente, à lenta degradação das relações entre seu pai e sua mãe.

Neste ano, a mostra — que acontece entre 8 e 19 de maio — contará com sete longa-metragens e dez curta-metragens, conforme anunciado na manhã desta segunda-feira pela organização do festival. Paralela ao Festival de Cannes, a Semana da Crítica apresenta a todos os anos uma seleção de primeiras ou segundas obras de diretores, a fim de descobrir novos nomes do cinema internacional.

Na seleção, destacam-se os latino-americanos Rapaz, do chileno Felipe Galvez, e Diamantino, uma coprodução Brasil, Portugal e França. O último, único longa-metragem latino-americano na disputa, é dirigido por Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, e conta a história de um astro imaginário do futebol português.

Além disso, serão exibidos Chris the Swiss, da suíça Anja Kofmel; o húngaro Egy Nap, de Zsófia Szilágy; Fuga, assinado pela polonesa Agnieszka Smoczynska, e Woman at War, do islandês Benedikt Erlingsson. Os franceses Sauvage, de Camille Vidal-Naquet, e Sir, de Rohena Gera, fecham a lista de longas-metragens em disputa.

Em 2018, o diretor norueguês Joachim Trier substituí o brasileiro Kléber Mendonça Filho como presidente do júri, e será acompanhado do ator argentino Nahuel Pérez Biscayart, da atriz e diretora americana Chlöe Sevigny, da italiana Eva Sangiorgi e do jornalista cultural francês Augustin Trapenard.